Notícia

Portal do Holanda

Falta de nutrientes leva célula tumoral a migrar pelo corpo, diz cientista

Publicado em 19 agosto 2017

A falta de nutrientes faz com que algumas células tumorais se separem do tumor primário para colonizar em outras partes do corpo, segundo Colin Goding, cientista do Instituto Ludwing de Pesquisa do Câncer, vinculado à Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Segundo o “Uol”, em experimentos com culturas de melanoma humano - tipo de câncer de pele -, o cientista detectou que a falta de nutrientes desativa o maquinário de proliferação celular e faz com que as células tumorais adquiram um fenótipo invasiso.

“Nossa estimativa é que a mesma lógica funcione para a maioria dos tipos de câncer e, talvez, possamos encontrar meios de manipular esse mecanismo de sobrevivência celular para obter benefícios terapêuticos”, disse o cientista em entrevista à agência FAPESP.

"É um ótimo modelo porque conseguimos visualizar todos os estágios da doença. Podemos perceber quando as células produtoras de pigmento começam a invadir outros tecidos e formar metástases. Já em outros tipos de tumor, como pulmão ou pâncreas, quando o paciente apresenta sintomas e procura um médico a doença já se espalhou", explicou.

"Se conseguirmos enganar as células para fazer com que acreditem que os sinais de estresse já foram embora, o maquinário de fazer novas células volta a ficar ativo e elas vão morrer porque a demanda por nutrientes vai exceder a oferta”, avaliou.

Um dos objetivos do estudo é compreender os fatores da metástase. “"O processo de formação de metástase é muito ineficiente. Deve haver centenas de milhares de células tumorais circulando e algumas poucas conseguem estabelecer uma nova colônia com sucesso. Parte dessas células morre e parte se torna dormente para sobreviver ao estresse associado com a fuga do tumor primário. Se encontrarmos um mecanismo para eliminar a dormência, poderemos reduzir ainda mais o porcentual de células que consegue escapar do tumor primário, sobreviver e formar metástase", contou.