Notícia

A Notícia (Joinville, SC) online

Falsidade na web

Publicado em 25 dezembro 2003

Endereço: Sem Teto, 100, teto. Ou "Endereço: lugar nenhum". Você confiaria em empresas que fornecem estes contatos? Pois faça um teste: caso apareça em sua caixa postal uma daquelas mensagens eletrônicas não-solicitadas, comumente chamadas de "spams", verifique o link que a originou, ou seja, a URL fornecida pelo spammr. Se existir, e se o endereço for .com.br, provavelmente você se parará com registros falsificados, CNPJ com códigos inválidos e cadastros absurdos. Apesar das exigências feitas pelo Comitê Gestor da Internet brasileira (CG) para registros de domínio, burlar o sistema e cadastrar informações equivocadas é mais fácil do que se imagina e, como o processo dispensa o uso de autenticação de identidade, só através de denúncias a Fapesp, entidade responsável pelo registro de domínios aqui no Brasil, ficará sabendo do problema. É bom esclarecer: assim que a denúncia chega à Fapesp - pelo email hostmasterregistro.br ou pelo telefone (11) 5509-3500 -, os sites são imediatamente congelados e, caso o registrado continue não se comportando, é retirado do ar. Um pesquisador, que prefere não se identificar, passou um mês vasculhando a origem dos spams que lotavam sua caixa de entrada e enviou ao Info etc a lista dos mais agressivos. Checando as fichas cadastrais de cada um no Registro.br, notamos que não só os endereços estavam errados: os telefones não existem, assim como os números de CNPJ. Nas paginai, um festival digno do "troféu cara-de-pau": venda de mailist e de produtos de procedência duvidosa, entre outras barbaridades. "De que adianta essa nossa mentalidade cartorial, de mil exigências para registrar um domínio se, com toda a burocracia, se permitem registros falsos para spammers? Ou seja, a burocracia é, como sempre, só para chatear cidadãos honestos", disse o pesquisador. "Estou, como todos nós, numa campanha para eliminar o spam. Acho importante tentar identificar na mensagem uma URL, pois o endereço de reply pode ser falso, assim como o IP ou o servidor de SMTP, mas o spammer quer que um otário faça o pedido. Então, em algum lugar deve ter uma URL válida". O Registro.br se defende. De acordo com Frederico Augusto de Carvalho Neves, gerente de engenharia do Registro.br, o registro de domínio é de caráter declaratório por definição e que não procede a associação de domínio a spam. "Não existe um sistema que dê conta da checagem de 800 registros diários. A alternativa seria formar uma fila aqui e transformarmos o registro.br num cartório", diz Frederico. O software de registro criado pelo CG, usado pela Fapesp, é considerado um dos mais eficientes do mundo. Tanto que, em março deste ano, ele foi colocado à disposição dos países pela Internet Corporation For Assigned Names and Numbers (Icann), entidade que controla os nomes de domínio e os números que fazem as rotas da Internet, e 26 deles se interessaram pelo programa. Além disso, o nosso registro é também o mais transparente, segundo o comitê gestor qualquer um pode consultar a página do Registro.br e checar a procedência dos sites.