Notícia

Jornal da Cidade (Bauru, SP) online

Faculdade de Medicina discute saúde financeira de hospital

Publicado em 14 outubro 2008

Da Redação

Botucatu - O tema sustentabilidade financeira foi o destaque, ontem, de uma palestra na Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu (FMB), que administra o Hospital das Clínicas, unidade hospitalar considerada como referência regional em Botucatu (100 quilômetros de Bauru). Durante à tarde, o diretor presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Ricardo Renzo Brentani, expôs o tema na palestra “Evolução do Hospital A.C Camargo na captação de recursos nos últimos 20 anos”.

Brentani, que é diretor do A.C Camargo, localizado em São Paulo e especializado no tratamento de pacientes com câncer, destacou que a primeira preocupação que um administrador hospitalar deve ter é com a sustentabilidade. Lembrou que a unidade sob seu comando, embora também atenda pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é privada e por isso precisa ter lucro. “O hospital é uma instituição extremamente lucrativa”, observa.

Brentani disse que uma solução encontrada por ele e sua equipe para manter uma situação financeira saudável foi realizar procedimentos complexos, como transplantes, que são financiados pelo SUS. “Atender pelo SUS não atrapalhou nossas pesquisas”, frisa.

Outro diferencial apontado pelo palestrante para justificar o crescimento do A.C Camargo é que trata-se, também, de um espaço para o ensino e pesquisa. Atualmente, o curso de pós-graduação oferecido pelo hospital tem conceito “7” - nota máxima - na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), teve o reconhecimento de diversas revistas com circulação nacional e também é a oitava instituição que capta mais recursos junto à Fapesp. “Aliás, a Fapesp tem muito dinheiro disponível para projetos, peçam”, sugeriu aos docentes e alunos que acompanhavam sua exposição. O palestrante avaliou, ainda, que, ao se dedicar ao ensino e pesquisa, o hospital consegue aperfeiçoar os atendimentos e também garantir um marketing importante para sua manutenção. “Não somos um hospital qualquer, somos um centro absolutamente especializado. Hoje, é preciso cultivar um nicho”, aconselha. “Nós fomos a primeira pós-graduação da Capes a aceitar profissionais de todas as áreas”, emenda. O A.C Camargo, porém, não oferece cursos de graduação.