Notícia

EPTV

Exposição sobre Biodiversidade na Alemanha

Publicado em 05 junho 2008

Agência Fapesp

Começa hoje a exposição Brazilian Nature- Mystery and Destiny, no Museu Botânico da Universidade Freie de Berlim, Alemanha. O evento, promovido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), fica aberta ao público até o dia 14 de setembro. O embaixador do Brasil na Alemanha, Luiz Felipe de Seixas Corrêa, estará presente à cerimônia.

O ponto de partida da exposição é o botânico Carl Philipp von Martius e sua obra “Flora Brasiliensis”, até hoje o mais completo levantamento da flora brasileira. Em seu conjunto, a mostra apresenta 37 painéis que percorrem três grandes ações apoiadas pela Fapesp: os projetos Flora Brasiliensis On-Line e Revisitada, Flora Fanerogâmica do estado de São Paulo e o programa Biota-Fapesp, desenvolvidos por cientistas de universidades e institutos de pesquisa do estado de São Paulo.

Como seguidores de Martius, esses pesquisadores procuram estudar a riqueza natural do Brasil para avançar o conhecimento sobre a diversidade do país (a maior do planeta, com 15% a 20% do número total de espécies conhecidas) e propor políticas para sua conservação.

Conservação e uso sustentável

O Biota-Fapesp é a terceira iniciativa da Fapesp apresentada na exposição Brazilian Nature: Mistery and Destiny. Conhecido como Instituto Virtual da Biodiversidade, o programa faz o inventário e a caracterização da fauna, da flora e dos microrganismos no estado de São Paulo e já descobriu pelo menos 500 novas espécies de plantas e animais.

Premiado pela Fundação Henry Ford de Conservação Ambiental como iniciativa do ano em 1999, o Biota propõe periodicamente políticas públicas de preservação e uso sustentável de recursos naturais. Entre seus desdobramentos, estão uma base de dados conectada a um Atlas digital, uma revista científica eletrônica e uma rede de bioprospecção e bioensaios.