Notícia

ABC do ABC

Evento encerra comemorações do 7º aniversário da ‘Lei Maria da Penha’ em Santo André

Publicado em 22 agosto 2013

Por Raquel Budow

Cada vez mais, a mulher conquista seu espaço e luta pelos seus direitos e pela equidade social. Ninguém mais duvida disso. Aproveitando as comemorações do sétimo aniversário da Lei Maria da Penha, a Área de Política para Mulheres da Prefeitura de Santo André apoia e participa, neste sábado (24), no anfiteatro Heleny Guariba e no Teatro Municipal, de uma rica programação envolvendo a trajetória pessoal e profissional de muitas mulheres.

Às 8h30, cerca de 80 mulheres são esperadas no 2º Encontro Regional de Promotoras Legais Populares, organizado pelo próprio grupo, no Anfiteatro Heleny Guariba. Em seguida, a coordenadora dos cursos de promotoras legais de São Bernardo, Ivone Patriota, abre a cerimônia, que incluirá as palestras Mulheres em Espaço de Poder e Decisão, com Ivete Garcia; Controle Social, com Analdeci, Promotoras Legais Sujeitas da Transformação, com Marcia Garcia, e Feminização da Cultura, com Margareth Rago. A plenária do dia será comandada por Dulce Xavier. Para fechar as atividades, haverá tributo à violeira Helena Meirelles, com Milton Araújo.

“Ao mesmo tempo que difunde informações e as discute, exalta o papel da mulher na sociedade e a incita a ser uma realizadora e vencedora. Este é um dos compromissos assumidos pela Administração atual”, explica a assessora especial de Políticas para Mulheres, vinculada ao Gabinete do prefeito, Silmara Conchão.

FEMINIZAÇÃO DA CULTURA – Com este título, a educadora e professora Margareth Rago, da Universidade de Campinas, falará, às 14h, no Teatro Municipal de Santo André, sobre as conquistas das mulheres em vários aspectos, até mesmo na discussão de assuntos controversos, como aborto, prostituição, maternidade e sexualidade feminina, e abordará a ampliação da participação feminina nos espaços públicos da sociedade. Margareth também é professora visitante do Programa Ruth Cardoso da Fulbright/Capes/Fapesp, ILAS (Institute of Latin American Studies) e Brazilian Center da Columbia University. Ela também é autora de vários livros que discutem a questão feminina. A Área de Políticas para Mulheres organiza a palestra junto com a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo.

HOMENAGEM MULTIMÍDIA – Às 16h, aproveitando que agosto é o mês do folclore, a violeira, cantora e compositora Helena Meirelles ganha homenagem da Área de Políticas Públicas para Mulheres. Nascida em 13 de agosto de 1924, em um tempo onde só os homens tocavam instrumentos, a paixão desta mulher fez com ela aprendesse a tocar viola escondida e sozinha. Ainda hoje sua música é reconhecida como expressão das raízes culturais do Mato Grosso do Sul, onde nasceu.

A homenagem multimídia vai reunir apresentação de viola, no estilo antigo mais genuíno do pantanal, por seu sobrinho, ex-diretor musical Milton Araújo, expondo os ritmos da cultura boiadeira do Centro-Oeste, em seus rasqueados, guaranias e polcas, e a projeção de fotografias da época em que ele era baixista e diretor musical da violeira. Milton ainda é conhecido pelo paralelo que faz da música de raiz com o blues. Opcionalmente, poderá ser exibido o documentário Dona Helena, de 2004, dirigido por Dainara Toffoli, sobre a vida da violeira.

MARIA DA PENHA – Em Santo André, a Política para as Mulheres está mobilizada para a organização do mapa da violência contra a mulher, fortalecimento do trabalho do Vem Maria, da Delegacia de Defesa da Mulher e do fluxo de atenção à violência sexual e ao incentivo de projetos para autonomia da mulher. O Vem Maria é o principal serviço de apoio às mulheres em situação de violência da cidade, um equipamento que está de acordo com a Lei Maria da Penha (de 7 de agosto de 2007), ou seja, com as medidas de proteção como preconiza a legislação específica. Lá, as mulheres recebem atendimento social e psicológico e contam, quando necessário, com o aparato jurídico mantido pela parceria com a Assistência Judiciária, Defensoria Pública e OAB (Ordem dos Advogados do Brasil).

Dependendo da situação, o programa também pode providenciar o aluguel social, abrigo ou até passagens para outros estados e cidades para garantir a integridade física e emocional das mulheres e de seus filhos. Em casos de risco de morte, as mulheres são encaminhadas para abrigo em endereço sigiloso. O Vem Maria trabalha integrado com a rede municipal de atendimento.

SERVIÇO

Evento encerra comemorações do 7º aniversário da Lei Maria da Penha na cidade

Data: sábado (24)

Horário: das 8h30 às 18h

Locais: Anfiteatro Heleny Guariba e Teatro Municipal

Praça IV Centenário, s/nº, Centro.

Informações: 4433-0163