Notícia

Brasil Alemanha News

Evento da DWIH-SP discute trabalho e tecnologia

Publicado em 30 setembro 2015

Digitalização, agricultura de precisão e indústria 4.0 serão alguns dos assuntos abordados no primeiro painel do 4º Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação, evento organizado pelo DWIH-SP que acontece hoje (30), no auditório da FAPESP, em São Paulo. Com moderação do professor Klaus Schützer, da Unimep, o painel terá como tema central a produção e o trabalho na sociedade digital. O primeiro assunto do dia é a Indústria 4.0, seus fundamentos e estratégias de implementação, conduzido pelo Dr. Ing. Reiner Anderl, professor na Technische Universität Darmstadt.

 

O mote para o debate é como o progresso tecnológico de sistemas de controle podem ser interligados e, assim, gerar incremento do valor das cadeias de processos, bem como desenvolver novos modelos de negócios para o fortalecimento da competitividade industrial. Serão apresentados alguns casos de sucesso da indústria 4.0, bem como aplicações adequadas para a melhoria da eficiência dos processos.

 

Em seguida, quem assume a palavra é o Dr. José Paulo Molin, professor na Escola Superior de Agricultura da Universidade de São Paulo, que traz à tona a discussão sobre os dispositivos de autodireção. Um assunto iniciado em 1995, quando os primeiros agricultores brasileiros experimentavam as facilidades oferecidas pelo GPS para a melhoria dos trabalhos nas lavouras.

 

Demorou cerca de oito anos para a evolução do dispositivo de autodireção ganhar novas funções. Para Molin, que é também presidente da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão no Ministério da Agricultura, o motivo principal é a evolução de diagnósticos na tecnologia e agricultura de precisão, tema que abordará durante o painel.

 

Encerrando o painel da manhã, o Dr. Arnold Picot, professor da Ludwig-Maximilians-Universität München, discorrerá sobre as influências da digitalização no futuro do trabalho. Em questão, o desempenho exponencial das tecnologias digitais em relação à queda de custos unitários dos processos digitais, tais como processamento, transmissão e armazenamento de dados. Ao final da apresentação o público terá a possibilidade de discutir o assunto e fazer perguntas para os palestrantes. Para saber mais sobre a programação e inscrições do 4º Diálogo Brasil-Alemanha, , clique aqui..