Notícia

Celulose Online

Etanol de celulose impacta menos gastos com saúde

Publicado em 09 fevereiro 2009

Dependendo do combustível utilizado no veículo, o impacto que ele terá na saúde vai gerar custos que podem onerar o bolso do proprietário. Diante disso, o etanol de celulose tem o menor custo tanto para a saúde como para o meio ambiente, conforme revela pesquisa da Universidade de Minnesota.

Segundo dados do estudo publicados pela Agência Fapesp, o custo total da gasolina para a saúde e o meio ambiente é de US$ 0,71 por galão. A mesma quantidade de etanol de milho aumenta esse custo para US$ 0,72 e pode chegar a US$ 1,45, dependendo da tecnologia usada na produção.

O etanol celulósico diminui esses custos a US$ 0,19 por galão e pode chegar US$ 0,32. "Esses custos não são pagos pelos produtores, nem pelos vendedores de gasolina e etanol. São custos pagos pelos consumidores", afirmou o professor do Departamento de Economia Aplicada da Universidade de Minnesota e um dos autores da pesquisa, Stephen Polasky.

Poluição

Esses custos foram calculados com base nas médias das despesas do sistema de saúde norte-americano com impactos da exposição à poluição sobre a saúde. Para essa análise, os pesquisadores avaliaram três métodos de produção do etanol de milho e quatro métodos de produção de etanol celulósico.

Segundo o professor do Instituto do Meio Ambiente da Universidade de Minnesota e um dos principais pesquisadores do estudo, Jason Hill, é necessário avaliar o impacto da poluição "além do escapamento dos automóveis". "Ficou evidente que as emissões liberadas na produção de biocombustíveis realmente importam".

Fonte: InfoMoney. Adaptado por Celulose Online.