Notícia

Jornal do Commercio (RJ)

Estufa sobre rodas

Publicado em 09 julho 2005

Segurança

Que carros estacionados sob o sol ficam muito quentes, não é novidade. Mas um novo estudo mostra que a temperatura no interior dos veículos pode atingir níveis perigosos mesmo em dias mais amenos. Catherine McLaren e James Quinn, do Centro Médico da Universidade de Stanford, nos EUA, analisaram carros estacionados em dias ensolarados com temperaturas entre 22 e 36 graus Celsius. Eles verificaram que o interior dos veículos ficou em média 4,5 graus mais quente em apenas uma hora, independentemente da temperatura externa. Oitenta por cento da elevação ocorreu na primeira meia hora.
Os pesquisadores apontam para o perigo de deixar crianças dentro de carros estacionados enquanto o pai ou a mãe vai realizar alguma atividade, como fazer compras. É comum achar que, em dias com temperaturas mais baixas, tal prática é segura, mas os pesquisadores alertam para o engano. "Há casos de crianças que morreram em dias com 21 graus", diz Catherine.
"A temperatura ambiente pouco importa, o que conta realmente é se o dia está ensolarado ou não", explica Quinn. Segundo o pesquisador, da mesma forma que o sol aquece uma estufa de plantas no inverno, ele faz o mesmo em um carro estacionado. Nos dois casos, a elevação de temperatura se dá pelo aquecimento da massa de ar presa dentro do veículo.
"Sabemos que carros se aquecem sob o sol, mas não imaginávamos que o aquecimento fosse tão rápido", disse Catherine. Segundo os pesquisadores, medidas como deixar os vidros um pouco abertos ou ligar o ar-condicionado pouco antes de estacionar, para resfriar o interior dos automóveis, são ineficientes. As duas medidas não tiveram impacto significativo sobre a temperatura atingida após uma hora.
"A solução é muito simples: não deixar crianças sozinhas dentro de automóveis", disse a cientista norte-americana. Os resultados do estudo foram publicados na revista "Pediatrics".

Agência Fapesp