Notícia

Estadão.com

Estudos genéticos dão nova cara ao Povo de Luzia

Publicado em 08 novembro 2018

Por Herton Escobar
Dados genéticos extraídos do DNA de esqueletos enterrados numa caverna de Minas Gerais estão dando uma nova cara à pré-história brasileira e, de quebra, ajudando a reescrever 20 mil anos de história do povoamento das Américas. O resultado mais surpreendente diz respeito ao chamado Povo de Luzia, que habitou a região de Lagoa Santa, próximo a Belo Horizonte, entre 12 mil e 9 mil anos atrás, e cujo nome do grupo faz referência à sua personagem mais ilustre, Luzia, uma mulher de 20 e poucos anos, cujo crânio foi encontrado por [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.