Notícia

O Estado de S. Paulo

Estudo sobre zika revela que genética é que torna bebê suscetível à microcefalia

Publicado em 03 fevereiro 2018

Por Fábio de Castro
SÃO PAULO - Desde o início da epidemia de zika que assolou o Brasil em 2016, cientistas tentam encontrar uma explicação para o fato de que nem todas as gestantes infectadas pelo vírus têm bebês com microcefalia e outros problemas neurológicos. Agora, um novo estudo feito com bebês gêmeos finalmente trouxe uma resposta: um conjunto de alterações genéticas é responsável por aumentar a suscetibilidade de alguns bebês às consequências neurológicas da infecção. Segundo os autores da pesquisa, de 6% a 12% das gestantes [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.