Notícia

Terra

Estudo sobre dinâmica dos asteroides ganha destaque

Publicado em 09 outubro 2019

Famílias de asteroides jovens tendem a produzir sub-grupos em medida maior do que famílias de asteroides mais evoluídas

O docente Valério Carruba, da Unesp de Guaratinguetá, é o autor principal de um artigo sobre formação de grupos de asteróides publicado no final de setembro pela prestigiada revista Nature Astronomy.

O professor italiano estuda dinâmica de asteroides e estudos das famílias colisionais desde que chegou ao Brasil, em 2004. Valério Carruba atua como docente no Departamento de Matemática da Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá desde 2009.

Famílias de asteroides são grupos de objetos que tem órbitas similares. Elas podem ser produzidas por colisões entre um projétil e o corpo progenitor (famílias colisionais), por causa da fissão de um corpo secundário ou por uma colisão de baixa energia com um corpo primário rapidamente rotacionando (grupos de fissão).

"Neste trabalho mostramos que famílias de asteroides jovens tendem a produzir sub-grupos que se formaram por fissão rotacional em medida maior do que famílias de asteroides mais evoluídas", aponta o professor que em seu estudo fez uso de algoritmos de aprendizagem de máquina para averiguar a presença de possíveis sub-famílias e para datar estes grupos.

Carruba explica que a pesquisa que ganhou destaque na Nature Astronomy mostra que existe a possibilidade de existirem vários grupos de asteróides formados por fissão rotacional dentro de famílias de asteroides colisionais jovens. "Para averiguar isso, seria bom observar com telescópios os corpos maiores destes grupos e determinar seus períodos, além de modelizar a formação destes grupos. Este fato abre a perspectiva de novas linhas de pesquisas inesperadas", aponta.

A pesquisa contou com o apoio da Fapesp e do CNPq. O artigo está disponível no link: https://www.nature.com/articles/s41550-019-0887-8.

Fonte: Marco Jorge - Unesp