Notícia

BOL

Estudo revela que ansiedade atinge 56% dos vestibulandos

Publicado em 16 dezembro 2008

São Paulo - Uma pesquisa feita com 1.046 vestibulandos verificou que 56,3% apresentaram sintomas de ansiedade, em níveis de intensidade leve, moderado e grave, segundo informações da agência de notícias da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O trabalho foi publicado na Revista de Psiquiatria Clínica, do Departamento e Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Os participantes foram selecionados em quatro cursos pré-vestibulares na cidade de Porto Alegre (RS). As candidatas do sexo feminino se mostraram mais ansiosas do que os homens. A ansiedade é um estado emocional caracterizado por um conjunto de reações psicológicas e fisiológicas relacionadas a situações de perigo. Segundo o estudo, os cinco sintomas mais freqüentes identificados com o problema foram nervosismo, medo de que aconteça o pior, incapacidade de relaxar, sensação de calor e indigestão.

A avaliação dos candidatos foi realizada por meio de um questionário com 24 perguntas, que possibilita medir a intensidade dos sintomas relacionados à ansiedade. As perguntas abordavam o perfil sociodemográfico e a escolha profissional, além de incluir itens como incapacidade de relaxar, aceleração do coração, dificuldade de respirar, nervosismo, sensação de sufocação, tremores nas mãos e medo de perder o controle.