Notícia

TN Petróleo online

Estudo poderá impulsionar desenvolvimento de variedade específica para 2G e bioeletricidade

Publicado em 16 maio 2016

Por Fonte: Assessoria Unica/Redação

Um trabalho apresentado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) identificou genes-alvos para melhoramento da cana-energia, variedade com menor teor de sacarose (açúcar) e maior quantidade de fibra e de matéria orgânica (biomassa), ideal para a produção de etanol de segunda geração (2G) ou bioeletricidade. O consultor de Emissões e Tecnologia da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Alfred Szwarc, lembra que a pesquisa divulgada pela instituição paulista, cujos resultados foram publicados na edição de maio da revista Plant Molecular Biology, também poderá acelerar o desenvolvimento de novas espécies voltadas para a fabricação tradicional do açúcar e biocombustível de primeira geração (1G).