Notícia

Tribuna da Imprensa

Estudo mapeia áreas para conservação

Publicado em 08 dezembro 2006

O Aqüífero Guarani e a bacia do Rio Pardo, que abaste cem parte da população de Araraquara, podem ser incluídas em um mapeamento que indicará as áreas prioritárias para conservação e restauração da biodiversidade no Estado. O estudo está sendo realizado por 130 pesquisadores do Instituto Florestal, Fapesp e Fundação Florestal que, em novembro, participaram de workshop, em São Paulo. A previsão para entrega é 5 de junho de 2007, Dia do Meio Ambiente.
O objetivo é fornecer informações para que sejam desenvolvidas políticas públicas de proteção à biodiversidade. De acordo com a assessoria de imprensa da Fapesp, o estudo faz parte do programa Biota, desenvolvido pela Fapesp desde 1999 com a intenção de mapear a biodiversidade incluindo fauna, flora e os micro organismos.
Durante o workshop,os pesquisadores se dividiram em sete grupos de trabalhos para realizar os estudos, tendo como base o Sistema de Informações Ambientais do Biota (Sin Biota) e também informações complementares da Fundação Florestal e do Instituto Florestal.

Tietê-Jacaré
Está marcada para 13 de dezembro audiência pública, promovida pelo Comitê da Bacia Hidrográfica Tietê-Jacaré.O encontro será no auditório José Araújo Quirino dos Santos, na Uniara. Serão apresentadas as metas e ações que visam à melhoria da qualidade e quantidade das águas superficiais e subterrâneas.
A audiência é aberta à população e constata de uma reunião • plenária, para discutir assuntos domo conservação do solo e dos recursos hídricos da bacia hidrográfica. A intenção das discussões, que também serão promovidas em Ibitinga e Jaú é conscientizar a população no que diz respeito às necessidades relacionadas aos recursos hídricos.