Notícia

Agrolink

Estudo genético da cana contará com inteligência artificial

Publicado em 17 dezembro 2009

Os estudos realizados por meio de pesquisas com o genoma, que visam melhorar a produtividade e características da cana-de-açúcar, passarão a contar com o auxílio de IA - Inteligência Artificial. A Fapesp - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - e o Instituto Microsoft Research acabam de aprovar um projeto que utilizará a IA para o desenvolvimento de ferramentas de anotação probabilística que deverão atribuir funções potenciais a genes de cana-de-açúcar.

Segundo o professor Ricardo Vêncio, professor do Departamento de Genética da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP, que coordenará o projeto, um dos maiores problemas no estudo genético é a anotação funcional. "Depois de sequenciado o genoma, pretendemos saber qual a função dos genes. Para tanto, utilizaremos uma metodologia baseada em IA conhecida como redes bayesianas", conta. Com a inteligência artificial será possível "adivinhar" a função dos genes de forma probabilística.

O professor lembra que os resultados obtidos também poderão ser aplicados no estudo genético de outros organismos, inclusive causadores de doenças em humanos. Ele explica que o primeiro passo será aplicar a metodologia em organismos de interesse à produção de biocombustíveis e ressalta que o uso da IA poderá ser fundamental na descoberta de genes mais resistentes da planta que assim poderá ser melhor adaptada a outras regiões ou até mesmo ser melhorada.

Revista Globo Rural / Agência USP