Notícia

Atemporal

Estudo da UFSCar aborda o cuidado em saúde mental e a população LGBTI+

Publicado em 31 março 2021

Agência FAPESP * – Uma pesquisa de doutorado realizada no Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional (PPGTO) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) busca profissionais de saúde que tenham interesse na área da saúde mental e população LGBTI+ para responder questionário que integra a primeira etapa do estudo.

O objetivo principal da pesquisa é identificar e analisar os potenciais e as limitações do campo da Saúde Mental e do Núcleo da Terapia Ocupacional para o cuidado em saúde mental de LGBTI+.

A pesquisa "O cuidado e a saúde mental de LGBTI+: Contribuições da Terapia Ocupacional" é realizada por Bárbara Depole, sob orientação de Sabrina Ferigato, professora da UFSCar.

Os profissionais que puderem colaborar com o estudo não precisam atuar diretamente com a população LGBTI+. Nessa etapa do estudo, o objetivo é compreender como os profissionais da saúde estão recebendo o grupo minoritário, como se dá esse acolhimento e o cuidado oferecido.

Os interessados em participar precisam apenas responder um questionário eletrônico até o dia 11 de abril de 2021.

Mais informações pelo e-mail barbaradepole@gmail.com.

*Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da UFSCar.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Quimiweb