Notícia

Estadão.com

Estudo busca inibir deterioração das células do tecido cardíaco após enfarto

Publicado em 09 fevereiro 2011

Agência Fapesp SÃO PAULO - Um enfarto do miocárdio pode acarretar ao paciente um dano tão grande que o restabelecimento do fluxo sanguíneo por meio de técnicas convencionais talvez não seja suficiente. Para reparar tal estrago, seria necessário criar novos vasos ou até mesmo substituir o tecido danificado. Esse é o desafio que a equipe de José Eduardo Krieger, diretor do Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular do Instituto do Coração (Incor) e professor titular em Genética e Medicina Molecular do Departamento de [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.