Notícia

Portal Exame

Estudo avalia impacto do crescimento no delta do Amazonas

Publicado em 03 novembro 2014

Por Karina Toledo, da Agência FAPESP
Washington – Cerca de 90% das cidades situadas no estuário do Rio Amazonas possuem menos de 20 mil habitantes, infraestrutura bastante precária, pouca oferta de serviços e de oportunidades de emprego. Ainda assim, na última década, têm atraído grande quantidade de migrantes vindos de comunidades ribeirinhas próximas, resultando em um processo de ocupação intenso e desordenado. Investigar como ocorrem os fluxos de migração na região e seus impactos socioeconômicos e ambientais é o objetivo de um projeto que reúne [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.