Notícia

Folha.com

Estudo avalia a vulnerabilidade de trabalhadores na crise do coronavírus

Publicado em 30 abril 2020

Por José Tadeu Arantes | Agência FAPESP
Dados mostram que indivíduos com vínculos mais estáveis somam apenas 13,8% da força de trabalho ocupada Na crise econômico-social desencadeada no Brasil pela pandemia de Covid-19, 83,5% dos trabalhadores encontram-se em posições vulneráveis: 36,6% porque possuem vínculos de trabalho informais; 45,9% porque, embora com vínculos formais, atuam em setores bastante afetados pela dinâmica econômica. Os indivíduos com vínculos mais estáveis, em [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.