Notícia

Jornal do Brasil

ESTROGÊNIO PROLONGA A VIDA

Publicado em 05 janeiro 1996

A ingestão do hormônio feminino estrogênio prolonga a vida, segundo estudo americano sobre os efeitos da terapia hormonal em mulheres na menopausa. Examinando a história médica de 454 mulheres nascidas entre 1900e 1915, os pesquisadores constataram uma redução de 46% na taxa de mortalidade entre elas, a partir de 1969, entre as que se submeteram ao tratamento com estrogênio um ano após pararem de menstruar. Em relação às alterações cardíacas, as mulheres que ingeriram estrogênio em pílulas, registraram uma redução de risco de infarto de 60%. DROGAS CONTROLAM CÂNCER DE OVÁRIO A combinação de dois agentes anticancerígenos, o taxol e os sais de platina, é o tratamento mais eficaz para o controle em longo prazo do câncer de ovários, segundo estudo publicado na edição de ontem do New England Journal of Medicine. A eficácia dessa dupla terapia depois de uma cirurgia para extrair os ovários, já tinha sido anunciada em maio do ano passado no congresso da Associação Americana de Estudo de Tumores. Os pesquisadores de Atlanta que realizaram o estudo confirmaram a eficácia após supervisionar por um ano seis mulheres que se submeteram ao tratamento duplo. OCIDENTE APROVA DROGA CHINESA CONTRA MALÁRIA Uma droga usada na China para tratar a malária nos últimos 20 anos alcançou bons resultados em seu primeiro julgamento no hemisfério ocidental. A pironaridina conseguiu curar completamente adultos nos primeiros estágios da doença, que mata mais de um milhão de pessoas na África, onde o parasita resiste à droga normalmente usada, a cloroquina. Para Pascal Ringwald, do Instituto Francês de Pesquisa Científica, "como ainda há dúvidas sobre a eficácia e a segurança da cloroquina, a pironaridina pode ser uma boa opção". RETARDO TEM ORIGEM DESVENDADA Dois cientistas canadenses descobriram uma das principais causas que produzem o retardamento mental nas crianças. Os pesquisadores afirmam que a síndrome do cromossomo X frágil está diretamente ligada á ausência da proteína FMR-1, substância essencial para o desenvolvimento dos neurônios.