Notícia

Terra

Estresse diminui o número de neurônios, diz estudo

Publicado em 28 novembro 2006

A produção de neurônios pode ser prejudicada por hormônios associados ao estresse e pela falta de sono, de acordo com um estudo realizado por pesquisadores, liderados por Elizabeth Gould, do Departamento de Psicologia da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, segundo a Agência Fapesp.
A privação de sono inibe a produção de novas células cerebrais no hipocampo, região ligada à formação de novas memórias, provou a pesquisa, que foi feita usando ratos como cobaias.
Como a falta de sono por longos períodos é considerada um forte componente estressante, a equipe de Elizabeth Gould decidiu examinar o papel do hormônio corticosterona, principal hormônio do estresse em ratos, na produção celular.
Como resultado do estudo, descobriu-se que a privação de sono por 72 horas elevou os níveis de corticosterona e provocou uma redução grande no número de célular produzidas no hipocampo. Com níveis constantes do hormônio, a redução não ocorreu.
Mesmo não esclarecendo o que leva a falha na produção de neurônios, o estudo reforça o papel importante no sono no aprendizado. O artigo Sleep deprivation inhibits adult neurogenesis in the hippocampus by elevating glucocorticoids será publicado esta semana no site da Proceedings of the National Academy of Sciences (Pnas) e em seguida na versão impressa da revista.