Notícia

Avicultura Industrial

Estrangeirização da terra é tema de workshop

Publicado em 29 fevereiro 2016

No espaço de uma semana, uma equipe de pesquisadores internacionais coordenada pelo Prof. Dr. Bernardo Mançano Fernandes - Cátedra UNESCO de Educação e Desenvolvimento Territorial -  realizou um programa que visa a dinâmica da internacionalização e aquisição de terras em larga escala na Austrália, América do Sul e Sudeste Asiático. O Workshop que acontece no âmbito do Programa Sprint  (com financiamento da FAPESP), foi desenvolvido  em duas etapas: dias 22, 23 e 24/Fevº na sede do IPPRI- Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais - em São Paulo e 25 e 26 no Câmpus da Unesp em Presidente Prudente/SP.

Os primeiros contatos no extremo oeste paulista, envolveram pesquisadores integrados ao NERA, CEGET E GASPER, onde os visitantes Alana Mann e Philip Hirsch, da Universidade de Sydney/Austrália e Tubtim Tubtim, da Tailândia tiveram a oportunidade de dialogar com professores e estudantes universitários. Ao mesmo tempo, puderam conhecer de perto o trabalho desenvolvido nessa importante unidade da Unesp. O Prof.Dr.Bernardo Mançano Fernandes recepcionou uma delegação do IBGE, interessada em conhecer os pesquisadores e o que vem sendo realizado em termos de pesquisas direcionadas ao Pontal do Paranapanema.

De acordo com cronograma previamente estabelecido, os pesquisadores estrangeiros foram convidados a se deslocar na manhã de 6ª feira (26/Fev) até o Pontal do Estado. Foi uma atividade de campo, onde os visitantes puderam conhecer pessoalmente as condições atuais de vida em três Assentamentos. Dentre os 120 existentes nessa área do Oeste do Estado de São Paulo, na região de Presidente Prudente. O trabalho preconizado está apenas começando; e os resultados somente poderão ser conhecidos daqui a dois anos.

Por meio dessa metodologia, os pesquisadores esperam estabelecer uma agenda colaborativa que envolve perspectivas teóricas sobre a natureza dos acordos e disputas fundiárias que envolvem o Pontal do Paranapanema.

Fonte:  Altino Correia, Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp