Notícia

Sebrae SP

Estado libera recursos para o Parque Tecnológico de Santos

Publicado em 04 junho 2012

O governador Geraldo Alckmin e o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, anunciaram, no dia 30 de maio, o repasse de R$ 10 milhões para o Parque Tecnológico de Santos. O ato foi realizado no Encontro Acelera SP, ocorrido no saguão do Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Santos. O Sebrae-SP compõe o conselho técnico do projeto, junto com instituições de ensino superior e pesquisa da Baixada Santista, escolas técnicas e o Sistema S.

Os recursos serão empregados para execução das obras do parque. O objetivo é estimular o empreendedorismo e a inovação nas áreas de petróleo, gás natural, energias renováveis, porto, logística, desenvolvimento urbano e tecnologia da informação. “Estes recursos são fundamentais para que a região acesse as oportunidades que estão surgindo com este novo momento trazido por investimentos como o pré-sal”, ressaltou Paulo Alexandre Barbosa durante o evento.

O governador destacou que o repasse permitirá avanços no projeto. “Estamos liberando R$ 10 milhões para o Parque Tecnológico, que terá inclusive uma incubadora de pequenas empresas para que elas possam crescer e prosperar em Santos".

O estímulo ao parque será um impulso para o grupo de empresários do segmento de Tecnologia da Informação que faz parte da Iniciativa Onda Digital, ação coordenada pelo Sebrae-SP. O projeto vem apresentando soluções para as empresas que atuam no porto e está iniciando, neste ano, uma série de ações que tem como foco levar o que há de mais moderno no mundo tecnológico para operadoras e seguradoras de saúde.

Acelera - Os encontros do Acelera São Paulo, uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, tiveram início em agosto de 2011 e percorrem todo o Estado, divididos em 17 regiões com afinidades econômicas para fortalecer o diálogo e a troca de experiências entre os poderes públicos municipais, a Secretaria e os setores produtivos regionais.  Entre os temas, são debatidas propostas de estímulo à atividade econômica focadas nas vocações regionais e na geração de emprego e renda.
 
O município de Santos recebeu a 17ª edição do encontro, que apresentou uma série de ações para os municípios de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente. O pacote de investimentos contempla o início das obras de construção da unidade fixa do programa Via Rápida Emprego, na cidade de Santos, com investimento de R$ 4,7 milhões, e a disponibilização de R$ 4,480 milhões em recursos do programa Via Rápida Emprego para criação de 1.792 vagas previstas para 2012 nos municípios da região. São cursos gratuitos, nas áreas da construção civil, comércio, serviços e indústria, com duração de 30 a 90 dias.
 
Outro anúncio importante refere-se à celebração do termo de cooperação entre a Agência de Fomento Paulista e o Sindicato dos Caminhoneiros para substituição de 1 mil caminhões por veículos novos, menos poluentes, dentro do Programa de Incentivo de Renovação de Frota de Caminhões, cujo projeto piloto está sendo lançado pelo governador Geraldo Alckmin na Baixada Santista.
 
O governador e o secretário Paulo Alexandre Barbosa inauguram, na oportunidade, o navio oceanográfico Alpha Crucis. Adquirido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), ao preço de US$ 11 milhões, e cedido à Universidade de São Paulo, a embarcação realizará pesquisas científicas em toda a plataforma continental do Estado, incluindo a área do pré-sal.

Fomento - Presente ao evento, o gerente do Sebrae-SP na Baixada Santista, Paulo Sergio Brito Franzosi, destacou a importância dos investimentos na região. “São notícias que estimulam ainda mais o desenvolvimento dos vetores econômicos locais como o turismo, a indústria, o porto e o pré-sal. Quem ganha com isso são os pequenos negócios, pois é um fomento importante para os empreendedores da região, que estão cada vez mais ávidos por serem inseridos em novos mercados”.