Notícia

Blog do Consa

Espetáculo e oficina de teatro no Sesc Birigui

Publicado em 28 agosto 2018

Em sua pluralidade, o Brasil traz cores, sabores, crenças e costumes. Levando isso em consideração, o Sesc Birigui traz o espetáculo Café com Queijo, no dia 30, às 16h, no Teatro. No palco, o Núcleo Lume Teatro compartilha com o público as vozes e vidas encontradas pelos atores em suas andanças pelo país, por meio de conversas e histórias entremeadas por canções e versos.

No aconchego de uma colcha de retalhos, fala-se um pouco de tudo: de cura para males de saúde e do coração, das artes da conquista, de comida, de festa, de morte, trabalho e solidão. A apresentação é gratuita, de classificação livre e os ingressos podem ser retirados com 1h de antecedência na Bilheteria da unidade.

Vencedor do Prêmio Shell 2013 e conhecido em 27 países, o Lume é um núcleo pesquisa da arte do ator formado por sete atores-criadores, que possui repertório diversificado de teatro físico, espetáculos em grupo, solos e intervenções de grande dimensão ao ar livre com a participação da comunidade. Por meio de oficinas por meio de oficinas, demonstrações técnicas, intercâmbios de trabalho, trocas culturais, assessorias, reflexões teóricas e projetos itinerantes, o grupo difunde sua arte promovendo o teatro como a arte do encontro.

Além do espetáculo, será possível participar da oficina Mímeses Corpórea que acontece no mesmo dia, 30, das 14h às 17h30, com Raquel Scotti Hirson. Mímesis Corpórea é uma metodologia de criação de ações físicas e vocais - desenvolvida pelo LUME Teatro - que busca a poetização e teatralização dos encontros afetivos entre um atuador-observador e corpos/matérias/imagens. O pressuposto da Mímesis Corpórea é que esse encontro potencialize a transformação e recriação do corpo singular daquele que atua-observa. A vivência busca introduzir o atuador no universo dessa observação artística e poética, usando princípios do treinamento de ator do LUME como suporte para a observação e corporificação de imagens estáticas. O trabalho é prático e pede-se aos participantes que compareçam com roupa adequada à prática física. A atividade é gratuita, tem vagas limitadas, e necessita de inscrição que pode ser feita no portal Sesc.

Raquel Scotti Hirson trabalha desde 1993 como atriz-pesquisadora do LUME, onde desenvolve pesquisas na codificação, sistematização e teatralização de técnicas corpóreas e vocais não-interpretativas do ator. É doutora e mestre pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Como atriz, participa nos seguintes espetáculos do LUME: "Parada de Rua" (desde 1995), dirigido por Kai Bredholt; "Café com Queijo" (desde 1999), direção coletiva; "Um Dia..." (desde 2000), com direção de Naomi Silman; "Shi-Zen, 7 Cuias" (desde 2004), dirigido por Tadashi Endo; "O que seria de nós sem as coisas que não existem" (desde 2006), dirigido por Norberto Presta e "Os Bem Intencionados" (desde 2012), dirigido por Grace Passo. Nos últimos anos, vem realizando intercâmbios técnicos internacionais com pesquisadores e grupos, entre os principais a japonesa Natsu Nakajima (1995 e 1996) sobre a dança butô; a canadense Sue Morrison (1999), que realiza pesquisa de "Clown Através da Máscara"; o dinamarquês e ator do Odin Teatret Kai Bredholt (1995 e 2002).

Serviço:

oficina

Mímeses Corpórea

Com Raquel Scotti Hirson

A Mímesis Corpórea é uma metodologia de criação de ações físicas e vocais - desenvolvida pelo LUME Teatro - que busca a poetização e teatralização dos encontros afetivos entre um atuador-observador e corpos/matérias/imagens.

Dia 30, quinta, das 14h às 17h30

Sala Múltiplo Uso 1 e 2

16 anos

A partir de 16 anos

Grátis - Inscrições pelo Portal Sesc (vagas limitadas).

espetáculo

Café com queijo

Lume Teatro

Conversas e histórias, entremeadas por canções e versos, compartilham com o público as vozes e vidas encontradas pelos atores em suas andanças pelo Brasil. No aconchego de uma colcha de retalhos, fala-se um pouco de tudo: de curas para males de saúde e do coração, das artes da conquista, de comida, festa, morte, trabalho e solidão.

Ficha Técnica

Criação, concepção e atuação: Ana Cristina Colla, Jesser de Souza, Raquel Scotti Hirson e Renato Ferracini

Iluminação: Abel Saavedra

Figurinos: Fernando Grecco

Costureiras: Nair Barbosa Pinto e Carmem Castanho

Apoio musical: Ivan Vilela e Kai Bredholt

Músicas reproduzidas: "Paisagens" e "Calma Roceira", de Ivan Vilela, e "Deus Fez o Dia", executada por Seu Justino em pesquisa de campo

Aporte à Pesquisa: FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

Dia 30, quinta, às 20h

Teatro

Não recomendado para menores de 12 anos

Grátis - Retirada de ingressos com 1h de antecedência.

Hélio Consolaro é professor, jornalista, escritor. Membro da Academia Araçatubense de Letras.