Notícia

Repórter Diário online

Esperamos que Alckmin represente avanços para o ABC, diz secretário de Reali

Publicado em 05 fevereiro 2009

Por Leandro Amaral

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Diadema, Luiz Paulo Bresciani destaca em entrevista ao Repórter Diário que a presença do ex-governador Geraldo Alckmin na Secretaria Estadual de Desenvolvimento tem de surtir reflexos positivos para a região. “Esperamos que represente um avanço para projetos em parceria entre o governo municipal, o governo do Estado e as próprias instâncias de gestão regional”.

O integrante do primeiro escalão do prefeito Mário Reali (PT) ressalta ainda que está previsto para o fim do ano o término das obras da Fatec na cidade, fato que, segundo ele, pode ser agilizado com o comando de Alckmin. “Será a primeira unidade no País a contar com cursos de Cosmetologia”.

Repórter Diário - O que muda para aquisição de projetos e parcerias, a presença do ex-governador na secretaria?

Luiz Paulo Bresciani - Esperamos que a presença do ex-governador na Secretaria de Desenvolvimento represente um avanço para projetos em parceria entre o governo municipal, o governo do Estado e as próprias instâncias de gestão regional, como o Consorcio Intermunicipal e especialmente a Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC.

Em especial, temos interesse no desenvolvimento de projetos a partir da cooperação tecnológica entre empresas e universidades, com recursos da Fapesp, bem como no investimento em um Pólo Tecnológico regional, onde a cidade de Diadema possa também contar com equipamentos importantes para elevarmos a capacidade de competição da nossa indústria local.

RD - A pasta estadual é responsável pelas Fatecs. Diadema almeja reivindicar o projeto?

Bresciani - Com relação à Fatec, as obras já tiveram início e a previsão é que seja entregue no final de dezembro. Ela será a primeira unidade no País a contar com cursos de Cosmetologia para atender a demanda de mão de obra neste setor que é um dos maiores de Diadema. Vale salientar que o prefeito Mário Reali, enquanto deputado estadual, foi responsável pela maioria dos recursos, obtidos por meio de emenda parlamentar, para a construção do prédio da unidade no município, que será em terreno doado pela empresa Papaiz.

RD - Quais as prioridades do município na área de desenvolvimento econômico?

Bresciani - Nossa prioridade, no curto prazo, é trabalhar na preservação da atividade econômica do município dentro do novo cenário que se configurou nos últimos meses de 2008. Nesse sentido, dedicaremos especial atenção a operação do Centro Público de Emprego, Trabalho e Renda, reforçando o atendimento e a captação de vagas, os programas de qualificação profissional, e construindo alternativas de inserção e reinserção ocupacional dos cidadãos de Diadema, como a constituição de empreendimentos cooperativos, de pequenos negócios com apoio do Banco do Povo e da capacitação de profissionais autônomos.

Ao mesmo tempo, buscaremos dar prioridade ao fortalecimento das principais cadeias produtivas da cidade, a exemplo da indústria metalmecânica, da indústria química e de plásticos, do Pólo de Cosméticos e da indústria de alimentos, procurando reforçar suas capacidades de gestão e de operação, a partir de programas em parceria com órgãos federais, estaduais e no âmbito de projetos junto à Agencia de Desenvolvimento regional e o Sebrae.

Também estaremos atentos ao reforço dos empreendimentos já existentes no campo da economia solidária, e à capacitação do comércio nos bairros. No médio prazo, entendemos ser fundamental avançar na qualificação profissional dos nossos cidadãos e cidadãs, na crescente diversificação da atividade econômica com a expansão e desenvolvimento do comércio e dos serviços, na qualidade de gestão dos pequenos empreendedores, e no fortalecimento da capacidade de inovação da indústria de Diadema, como requisitos essenciais para uma melhor qualidade de vida na nossa cidade.