Notícia

JorNow

Especialistas, empresa usuária e acadêmico analisam estratégias de PLM no PTCLive Executive Exchange

Publicado em 11 junho 2012

Com esse seminário, o Brasil é incluído no Roadshow da PTC que consiste em apresentar a executivos do mundo todo as melhores práticas e estratégias adequadas referentes à gestão do ciclo de vida de produtos Duas iniciativas na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP) estão explorando o potencial oferecido pelo PLM, da sigla em inglês para gerenciamento do ciclo de vida do produto. A primeira delas, por meio de parcerias firmadas pela instituição com as principais fornecedoras desse tipo de ferramenta, dentre as quais se inclui a PTC – Parametric Technology Corporation -, permite a alunos de engenharia trabalhar com as soluções em ambiente próximo ao real para o desenvolvimento de produtos.

O segundo projeto, da área de pesquisa, conta com a apoio da Fapesp e prevê a criação de modelos de referência para o uso adequado de PLM. (veja mais em: Disciplina Des. Produtos: www.pro.poli.usp.br/pro2715 / OpenCourseWare POLI-PRO: http://ava-producao.net/ocw/ ). Ambos são conduzidos por Eduardo Zancul, professor Doutor do Departamento de Engenharia da Produção da Poli/USP e professor da disciplina de Projeto de Produtos, com mais de 15 anos de vivência na área, defensor da ideia de que o conceito de PLM ainda precisa ser melhor compreendido pelas empresas, principalmente no Brasil, para que possam obter os ganhos propiciados por esse tipo de solução. O acadêmico focalizará essa e demais questões na palestra Adoção do PLM com foco na melhoria do desempenho da indústria, durante o PTCLive Executive Exchange, evento voltado para executivos de companhias de todos os portes e de diferentes áreas de atuação, que a PTC Brasil realizará no dia 13 de junho, no WTC Convention Center, em São Paulo.

"Hoje o mercado requer produtos mais complexos com ciclos de desenvolvimento e de vida cada vez mais curtos, o que exige das empresas maior rapidez e capacidade para fazer suas equipes trabalharem de forma integrada", salienta Zancul. Na sua avaliação, é fundamental que haja maior controle do processo de desenvolvimento de produtos para que estes apresentem menos erros. Além disso, no Brasil, a busca por ganhos de produtividade no desenvolvimento torna-se cada vez mais importante, dada a escassez de pessoas qualificadas para atuar nessa área. Na avaliação do acadêmico, mesmo as empresas que já estão utilizando o PLM nem sempre exploram todo o seu potencial.

"Em geral a solução tem sido implementada na área de engenharia, o que mostra o uso ainda limitado, uma vez que a grande vantagem oferecida pelo PLM é o de permitir a integração de todas as áreas envolvidas no desenvolvimento de produtos, como as de suprimentos, comercial, qualidade, marketing, entre outras", destaca Zancul.

O seminário contará também com a participação de Christian de Carvalho, gerente de sistemas da Enfil Controle Ambiental, empresa fabricante e fornecedora brasileira de equipamentos e sistemas de controle de poluição do ar e tratamento de água e águas residuais, que falará sobre como a implantação do Windchill (a solução de PLM da PTC) otimizou o fluxo de trabalho e de gestão dos projetos da companhia. Completa o time de palestrantes Eric Froute, diretor global de Serviços para as Áreas de Governo, Aeroespacial e Defesa da PTC-EUA, que dará uma visão estratégica, baseada na experiência de empresas de diversos segmentos, sobre os principais fatores que devem ser considerados para implantar qualquer solução envolvida na gestão do ciclo de vida do produto. Os interessados em participar do evento poderão obter mais informações no site: http://liveexchange.ptc.com/Portuguese.aspx