Notícia

Sociedade Científica

Especialistas debatem a violência mundial e os caminhos para sua prevenção

Publicado em 28 outubro 2019

Por Agência FAPESP

Para analisar e discutir a prevenção de conflitos que ameaçam a sociedade mundialmente, especialistas da Alemanha e do Brasil participarão do 8º Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação, na capital paulista, nos dias 30 e 31 de outubro de 2019, com organização da FAPESP e do Centro Alemão de Ciência e Inovação (DWIH São Paulo).

Um dos participantes será Julian Junk, do Peace Research Institute Frankfurt (Alemanha), com a palestra “Radicalization and Violence – Insights from Germany and Europe”. “Embora não seja um fenômeno novo e sempre tenha existido várias formas de violência política, o tema continua sendo um dos desafios fundamentais e permanece atual, já que afeta as bases do sistema político democrático liberal, que deve estar aberto à inovação e ao pluralismo”, disse Junk.

Com foco na violência e no autoritarismo no Brasil, Lilia Schwarcz, professora titular do Departamento de Antropologia da Universidade de São Paulo (USP), apresentará no dia 31 de outubro a palestra “Past and Present: Violence and Authoritarianism in Brazil”. No mesmo dia, Thomas Fischer, da Universidade Católica de Eichstätt-Ingolstadt (Alemanha), apresentará exemplos de ações de prevenção realizadas na Alemanha.

No contexto da América Latina, Markus-Michael Müller, da Freie Universität Berlin (Alemanha), fará sua contribuição com a palestra “Institutional Radicalization: How tough on Crime Policies can strengthen Latin American Street Gangs”.

O evento também contará com os painéis “Understanding Radicalizations of Conflicts and Violence: Forms, Actors and Spaces” e “Strategies for Prevention and Deradicalization of Violence: Governance, Education and Culture”. O primeiro abordará a compreensão de movimentos de violência e conflitos radicais, tanto em suas formas e espaços como por seus principais influenciadores. Já o segundo apresentará exemplos de estratégias para a prevenção da violência por meio de ações que envolvam a governança, educação e iniciativas culturais.

O Diálogo Brasil-Alemanha de Ciência, Pesquisa e Inovação conta com a parceria do Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico, Ministério das Relações Externas da Alemanha, USP, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp).

As inscrições devem ser feitas pelo https://bit.ly/2VdxdIQ.