Notícia

São Carlos Dia e Noite

Especialista em nanotecnologia é o novo chefe da Embrapa

Publicado em 21 setembro 2010

O engenheiro de materiais Luiz Henrique Capparelli Mattoso assumiu nesta segunda-feira (20), a chefia geral da Embrapa Instrumentação Agropecuária, em São Carlos, substituindo a Álvaro Macedo da Silva, que deixa o cargo após estar à frente do Centro por mais de quatro anos.

O novo chefe enfrentou um processo extenso de recrutamento e seleção de candidatos até a aprovação final em entrevista realizada com o diretor-presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Pedro Antonio Arraes Pereira.

Mattoso é o sexto chefe geral a comandar a Embrapa Instrumentação em 25 anos de existência, com desafios nacionais e internacionais e metas que vão nortear os rumos da Unidade nos próximos seis anos de administração.

Para dar continuidade ao desenvolvimento de ações e, ao mesmo tempo manter o alto nível de pesquisa e conceito do Centro, o pesquisador já traçou um plano de trabalho para as áreas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), comunicação e transferência de tecnologia e administração, a fim de dar início à gestão.

O estímulo a projetos em parceria com a iniciativa privada, ações socioambientais, participação em políticas públicas em todas as esferas de governo, municipal, estadual e federal.

Apoio a projetos considerando necessidade de soluções simples, de baixo custo, mas que propiciem maior competitividade e inserção no mercado para pequenos produtores, principalmente agricultura familiar.

Avançar na fronteira do conhecimento nas áreas de ciência do solo, mudanças climáticas, agricultura de precisão, pós-colheita e nanotecnologia são algumas das propostas do novo chefe da Embrapa.

"Vamos ainda estimular ações de melhorias no ambiente interno, bem como incentivar cursos de aperfeiçoamento e treinamento de todos os funcionários" assegura o chefe geral.

Quem é Luiz Mattoso

É engenheiro de Materiais com mestrado e doutorado em Ciência e Engenharia dos Materiais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Mattoso é pesquisador da Embrapa Instrumentação Agropecuária desde 1994 e liderou vários projetos na Embrapa, FAPESP, CNPq, FINEP e CAPES, somando captação de recursos superiores a 10 milhões de reais, nos temas: nanotecnologia, sensores de interesse para a agroindústria, polímeros condutores, polímeros naturais, compósitos com fibras vegetais, novos usos de produtos agrícolas, desempenho de novos clones de borracha natural e desenvolvimento de materiais de fonte renovável.