Notícia

CAU/BR - Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil

Esgotado há 10 anos, livro “Rino Levi-arquitetura e cidade” será reeditado

Publicado em 15 maio 2019

Por Charles Silva

Está aberta a campanha de financiamento coletivo no Catarse para reedição de um dos livros mais solicitados da arquitetura brasileira, editado pela Romano Guerra Editora em 2001: “RINO LEVI – arquitetura e cidade”. O livro está esgotado há mais de 10 anos.

Segundo a editora, o objetivo é trazer de volta para as estantes de todo o Brasil um volume que foi essencial para resgatar uma das figuras mais relevantes da produção arquitetônica brasileira, que formou a primeira geração de arquitetos modernos do Brasil, ao lado de gigantes como Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Oswaldo Bratke e Affonso Eduardo Reidy.

O escritório de Rino Levi foi responsável pela construção de diversos edifícios icônicos de São Paulo como o Teatro Cultura Artística, FIESP, Prudência, Guarani e Banco Sul-americano, entre outros. Até 2000 não se sabia quantos eram os projetos realizados pelo escritório, mas graças à pesquisa feita para o livro, isso foi possível.

O “Rino”, como o livro é carinhosamente chamado, contém a trajetória do arquiteto, a lista completa de suas obras com mais de 600 imagens (entre croquis, desenhos, fotos), ensaios fotográficos originais de Nelson Kon, uma extensa bibliografia e versão em inglês. O livro é resultado do doutorado do arquiteto Renato Anelli e da pesquisa iconográfica da equipe liderada por Abilio Guerra, também arquiteto e editor do portal Vitruvius.

Na reedição, o livro ganha cara nova onde o mesmo conteúdo recebe novo design gráfico: formato um pouco mais compacto, porém com imagens ainda maiores!

“Rino Levi” foi o primeiro livro publicado pela Romano Guerra Editora. Seu retorno às prateleiras, contudo, depende do apoio dos interessados, por meio de uma campanha de financiamento coletivo.

O fotógrafo Nelson Kon doou quatro fotos exclusivas para a campanha, que estão entre as recompensas aos que participarem do financiamento coletivo.

“O movimento é fruto de uma forte vontade de preservar o legado arquitetônico brasileiro e passá-lo para as próximas gerações. A participação de tanta gente mostra que não estamos sozinhos nessa missão, mas sua ajuda para conseguir trazer de volta ao mundo esse livro é fundamental. Entre no coletivo que vai viabilizar mais uma edição histórica sobre arquitetura brasileira”, afirma Abílio Guerra.

OS AUTORES

Renato Anelli

Arquiteto e urbanista, mestre, doutor e livre-docente, pesquisador do CNPq e professor titular do IAU USP São Carlos. Professor visitante do Department of Art History and Archaelogy, Columbia University de Nova York (outono de 2016, Fapesp). Conselheiro do Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, foi responsável pela organização das comemorações do centenário da arquiteta (2014/2015) e pelo projeto da Casa de Vidro para o programa Keeping it Modern (The Getty Foundation) em parceria com o IAU USP. Coordena desde 2015 o polo de São Carlos do Instituto de Estudos Avançados da USP. Secretário Municipal de Obras, Transportes e Serviços Públicos da cidade de São Carlos (2001-2004). É autor do livro Architettura Contemporanea: Brasile (Milão, 2008) e organizador de Casas de Vidro / Glass Houses (2018).

Abilio Guerra

Arquiteto e urbanista, mestre e doutor (IFCH Unicamp), professor da FAU Mackenzie. Curador das exposições “Arquitetura brasileira: viver na floresta” (Instituto Tomie Ohtake, 2010) e “Território de contato” (com Marta Bogéa, Sesc Pompéia, 2012). Jurado (Montevidéu, 2006; Lisboa, 2008) e delegado brasileiro (Medellín, 2010; Cádiz, 2012) da Bienal Iberoamericana. Organizador da 10ª edição do Foro Internacional de Arquitectura (Quito, 2009). Coordenador do workshop Rios Urbanos (FAU USP, 2003). Idealizador de salas especiais (1997 e 1999) e coordenador do Fórum de Debates (2003) da Bienal de Arquitetura de São Paulo. É autor dos livros O primitivismo em Mário de Andrade, Oswald de Andrade e Raul Bopp (2010) e Arquitetura e natureza (2010), e organizador de Textos fundamentais sobre a história da arquitetura moderna brasileira (2017).

Nelson Kon

Arquiteto e urbanista (FAU USP, 1983), especializou-se em fotografia de arquitetura, com fotos publicadas pelas principais editoras brasileiras e estrangeiras voltadas para arquitetura e urbanismo. Tem se dedicado na última década ao registro do patrimônio arquitetônico e artístico brasileiro para o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. Sua obra foi registrada em dois livros monográficos, ambos intitulados Nelson Kon (Senac, 2004; Coleção Ipsis de Fotografia, 2013). Foi professor de fotografia na Oficina Oswald de Andrade, na Universidade Mackenzie e na Faculdade de Comunicações e Artes do Senac SP. Tem fotos em acervos privados e na coleção “Pirelli/Masp” do Masp. Ganhou o Prêmio APCA na modalidade “Registro de arquitetura” (Associação Paulista de Críticos de Arte, 2013).

A ROMANO GUERRA EDITORA é especializada em livros de arquitetura, urbanismo, arte e cultura. Suas edições se caracterizam pela qualidade gráfica – fotografia, desenho, design gráfico, acabamento, encadernação – e conceitual – pesquisa, texto, precisão histórica. Liderada por SILANA ROMANO SANTOS e ABILIO GUERRA – publicou livros de excelência, que mereceram diversos prêmios e distinções do Instituto de Arquitetos do Brasil, Institute of British Architects, Comité International des Critiques d’Architecture, Jabuti e outras instituições.

Para apoiar o projeto, clique no link