Notícia

Esteta

Escola São Paulo de Ciência Avançada tem nova chamada

Publicado em 24 maio 2012

Agência FAPESP – A FAPESP lança nova chamada da modalidade Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA), que oferece recursos para a organização de cursos de curta duração em pesquisa avançada no Estado de São Paulo. Os cursos podem ser de qualquer área do conhecimento.

Esta é a sétima chamada da modalidade lançada em 2009 que se destina a apoiar total ou parcialmente a realização de cursos curtos sobre temas da fronteira da ciência que sejam objeto de pesquisa internacionalmente competitiva realizada no Estado de São Paulo.

O objetivo é que as escolas selecionadas ofereçam cursos de curta duração em temas avançados de ciência e tecnologia, que possam contribuir para a formação dos participantes e criar no Estado de São Paulo um polo de atração de talentos científicos competitivo mundialmente.

Os professores que lecionarão as disciplinas na ESPCA deverão ser cientistas de excelente qualificação e destaque em seus campos de pesquisa, do Brasil e do exterior.

Os estudantes participantes devem estar matriculados em cursos de graduação ou pós-graduação no Brasil ou exterior, sendo potenciais candidatos aos cursos de Mestrado, Doutorado ou a estágios de Pós-Doutorado em instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo. Também poderão ser aceitos alguns jovens doutores.

Os estudantes selecionados para participar dos cursos deverão ter oportunidade de apresentar, em seções de pôsteres, os resultados de suas pesquisas, discutindo os progressos de seus resultados com os cientistas participantes.

Os cursos devem ter duração de uma a duas semanas, oferecendo atividades didáticas distribuídas entre aulas teóricas e práticas, seminários e visitas técnicas aos principais centros e instituições de ensino superior e de pesquisa e empresas relevantes para os temas tratados, de tal forma que se possa dar visibilidade à capacidade existente em São Paulo.

Cada ESPCA poderá receber até em torno de 100 estudantes. Serão priorizadas as propostas que apresentarem participação intensa de estudantes de fora do Brasil. Espera-se que pelo menos 50% dos participantes venham de outros países. A proposta deve especificar o número de estudantes nacionais e estrangeiros previstos para participar da Escola.

As propostas serão recebidas pela FAPESP até o dia 11 de julho de 2012. Cada proposta deverá ser solicitada por pesquisador vinculado a instituição de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo, que será o pesquisador responsável pela proposta na FAPESP. O pesquisador responsável pela proposta será o coordenador do curso e presidirá a comissão de seleção dos estudantes e de palestrantes.

Mais informações: www.fapesp.br/6973