Notícia

UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas

Escola São Paulo abordará o tema "Globalização da Cultura no Século XIX"

Publicado em 25 julho 2012

Cinquenta estudantes de pós-graduação brasileiros e outros cinquenta estrangeiros estarão reunidos na Unicamp e na USP, entre os dias 20 e 24 de agosto, para participar da Escola São Paulo de Estudos Avançados sobre a Globalização da Cultura no Século XIX. Durante uma semana, eles terão aulas com especialistas do Brasil e de outros países e conhecerão áreas de pesquisas das duas instituições, como arquivos e centros de documentação. As despesas de viagens e estadias dos participantes serão cobertas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

De acordo com a professora do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Unicamp e coordenadora-geral do evento, Márcia Abreu, as atividades ocorrerão tanto na Universidade (quatro dias) quanto na USP (um dia). As aulas serão ministradas no idioma do professor, mas haverá projeção simultânea da tradução para outras duas línguas. O tema a ser trabalhado é o mesmo de uma linha de pesquisa coordenada pela docente. Segundo ela, os estudos em torno da globalização da cultura no Século XIX têm descortinado dados muito interessantes, o que vem despertando a atenção cada vez maior por parte de pós-graduandos das áreas de Letras, História, Geografia, Educação, entre outras.

"Normalmente, as pessoas associam o termo globalização a algo recente. Entretanto, as pesquisas têm revelado que esse processo remonta ao século XVI, quando os europeus começaram a conectar as "quatro partes do mundo". Assim, no Século XIX, o mundo já estava bastante globalizado, pois havia uma significativa circulação de livros e espetáculos teatrais entre a Europa e o Brasil", afirma Márcia Abreu. Conforme ela, os estudos também têm demonstrado que o Brasil não era apenas um receptor de cultura. "Na época, muitos intelectuais brasileiros viviam na Europa. Além disso, várias publicações brasileiras eram impressas no exterior, o que fazia com que nossa cultura também fosse conhecida em outros países", observa.

Segundo a coordenadora-geral da Escola São Paulo de Estudos Avançados sobre a Globalização da Cultura no Século XIX, os participantes do evento farão visitas aos acervos do Arquivo Edgard Leuenroth (AEL), Centro de Documentação Cultural Alexandre Eulalio (CDAE) e de Obras Raras da Biblioteca Central Cesar Lattes (BC-CL), todos da Unicamp. A programação completa do evento pode ser conferida neste link.