Notícia

Portal do Agronegócio

ESALQ receberá três premiações na terceira edição do Top Etanol

Publicado em 18 maio 2012

Numa iniciativa do Projeto AGORA, destacada ação de marketing e comunicação que reúne empresas de toda a cadeia sucroenergética – da pesquisa genética ao setor automotivo, passando por siderurgia, agroquímicos, equipamentos e máquinas, o sistema financeiro, logística e distribuição, será realizada em 30 de maio, em Brasília, no Centro de Eventos Unique Palace, a cerimônia do 3º TOP Etanol. O evento reúne, a cada edição, os principais representantes do setor sucroenergético, autoridades e convidados representativos da sociedade.

A conjuntura do setor sucroenergético, suas demandas e oportunidades, foram os temas predominantes entre os 349 trabalhos inscritos na terceira edição do prêmio. Estes estão distribuídos nas modalidades de Jornalismo (110), Fotografias (143), Acadêmicos (87) e Inovação Tecnológica (9). Entre eles, três pesquisas da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ), foram classificadas nas primeiras colocações, especificamente na modalidade Trabalhos Acadêmicos, categorias Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu e Pós-Graduação Stricto Sensu.

O prêmio da primeira colocação na modalidade Trabalhos Acadêmicos / Categoria Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu caberá a Nilceu Piffer Cardozo, pelo trabalho “Análise de risco econômico da cana-de-açúcar em função de condições climáticas de diferentes regiões de São Paulo”. Cardozo é engenheiro agrônomo formado pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias de Jaboticabal (Unesp), foi aluno do programa de pós-graduação (PPG) em Engenharia de Sistemas Agrícolas da ESALQ, onde realizou o estudo “Modelagem da maturação da cana em função de variáveis meteorológicas” (http://www.esalq.usp.br/noticia/detalhe.php?id=1601). Paralelamente, foi aluno do curso Lato Sensu do Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas (Pecege) da ESALQ, turma 2009/11, período em que concluiu a monografia agora premiada pelo setor sucroenergético.

Dayana Lardo dos Santos, Paulo César Sentelhas e Wander José Pallone Filho, responsáveis pelo trabalho “Zoneamento da favorabilidade climática para a ocorrência da ferrugem alaranjada da cana-de-açúcar no Estado de São Paulo”, receberão o prêmio pela  segunda colocação na modalidade Trabalhos Acadêmicos / Categoria Graduação e Pós-Graduação Lato Sensu.

O estudo realizado em estágio profissionalizante pela acadêmica Dayana, em Engenharia Agronômica, orientado pelo professor Paulo César Sentelhas, do Departamento de Engenharia de Biossistemas (LEB), gerou um mapa de risco que poderá ser empregado no planejamento varietal da cultura de cana-de-açúcar para evitar problemas com a doença nas próximas safras. Para estabelecer o zoneamento e os níveis de risco climático para a ocorrência da ferrugem no estado de São Paulo, a pesquisa caracterizou as variáveis climáticas condicionantes ao desenvolvimento da doença, a partir do levantamento das epidemias da ferrugem alaranjada ocorridas na Província de Queensland, Austrália, em 1999/2000 e, no estado de São Paulo, em 2009/2010. Enfim, o tabalho aponta que, nos lugares onde a ferrugem alaranjada tem ocorrido, o controle tem sido feito basicamente com o plantio de variedades resistentes. Nas variedades suscetíveis, o controle vem sendo feito por meio de aplicação de fungicidas durante as janelas de favorabilidade à doença e no início do ciclo das infecções (http://www.esalq.usp.br/noticia/detalhe.php?id=1183).

A terceira pesquisa da ESALQ “Análise da via de regulação gênica do miRNA 156/SPL na brotação lateral e caracterização molecular do processo e emergência da gema axilar de cana-de-açúcar”, obteve a segunda colocação da modalidade Trabalhos Acadêmicos / Categoria Pós-Graduação Stricto Sensu. O prêmio será recebido por Fausto Andrés Ortiz-Morea.

Novas e instigantes informações sobre o funcionamento fisiológico e molecular da brotação lateral em cana-de-açúcar, aspecto importante na produção em campo de biomassa/unidade de área, foram revelados no estudo de Ortiz-Morea. Realizada no programa de pós-graduação (PPG) em Genética e Melhoramento de Plantas da ESALQ, a pesquisa que elucidou mecanismos de regulação da expressão gênica (microRNAs) até agora não descritos para a cultura, revela que a cana é uma das mais importantes espécies cultivadas na região tropical e subtropical, apresentando um relevante destaque socioeconômico nos países em que é cultivada. Relata, ainda, que essa cultura tem tido evidência no cenário mundial devido a seu potencial uso na produção de bioenergia, cujo emprego poderia ser beneficiado desenvolvendo-se cultivares com aumento da produtividade de biomassa por unidade de área, o que é, por sua vez, determinada pela arquitetura da planta. A dissertação, que foi orientada pelos professores Fabio Tebaldi Silveira Nogueira, do Instituto de Biociências de Botucatu, em colaboração com a professora Helaine Carrer, do Departamento de Ciências Biológicas (LCB) da ESALQ, faz parte de um projeto temático inserido no Programa Fapesp de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN), dentro da divisão de Biomassa para Bioenergia (com foco em cana-de-açúcar) (http://www.esalq.usp.br/noticia/detalhe.php?id=1303).