Notícia

Suino.com

ESALQ empossa novo vice-diretor

Publicado em 26 março 2007

A reitora da Universidade de São Paulo (USP), professora Suely Vilela, designou o professor Natal Antonio Vello, do departamento de Genética, para assumir a vice-diretoria da ESALQ pelos próximos quatro anos. A confirmação de seu nome ocorreu no último dia 21, sendo publicada dia 23 no Diário Oficial do Estado de São Paulo. A cerimônia oficial de posse acontece no dia 29 de março, às 17h, no Edifício Central.
A eleição que escolheu os três nomes que formaram a lista tríplice, encaminhada para apreciação final da reitora, aconteceu em 15 de março. O atual vice-diretor, professor Raul Machado Neto, empossado pelo então reitor da USP, professor Adolpho José Melfi, em 31 de março de 2003, permanecerá no cargo até a posse de Natal Vello.
Nascido em 1949, Natal Antonio Vello é engenheiro agrônomo formado pela ESALQ na turma de julho de 1971. Leciona no departamento de Genética da ESALQ desde 1974, nas disciplinas de 'Melhoramento Genético' e 'Recursos Genéticos Vegetais', na graduação, e em 'Genética Aplicada às Espécies Autógamas' e 'Genética e Melhoramento de Soja' (sua especialidade), nos programas de pós-graduação.
Mestre e doutor pela ESALQ em 1975 e 1977, respectivamente, Vello realizou pós-doutorado na Iowa State University, em Ames, Iowa, nos EUA, entre os anos de 1981 e 1983. Alcançou o topo da carreira acadêmica com a conquista do cargo de Professor Titular da USP em 1996.
Na ESALQ já ocupou posições de destaque em funções administrativas, como a chefia do departamento de Genética em três oportunidades, a coordenação do Programa de Pós-Graduação em "Genética e Melhoramento de Plantas", em outras duas oportunidades e a presidência da Comissão de Pós-Graduação.
Atuou como assessor ou consultor de várias revistas científicas e de instituições de fomento ao ensino e à pesquisa, com destaque para Capes, Embrapa, Fapesp, Finep e CNPq, órgão do qual é bolsista de Produtividade em Pesquisa. Também presidiu a Sociedade Brasileira de Genética (Regional São Paulo) e a Sociedade Brasileira de Melhoramento de Plantas.
Publicou 52 artigos completos em periódicos nacionais e internacionais, 151 trabalhos em eventos e 28 publicações didáticas. Orientou 54 mestres e doutores, quatro pós-doutores, oito aperfeiçoamentos e 55 iniciações científicas. Recebeu prêmios e homenagens, com destaque para o Prêmio Jabuti 2005, a mais importante láurea literária do país, na categoria Ciências Naturais e Ciências da Saúde, concedido pela Câmara Brasileira do Livro à publicação "Genômica" (Editora Atheneu), em que participou como membro do Conselho Científico e co-autor do capítulo "Genética e Melhoramento Vegetal".

Fonte: Esalq