Notícia

IstoÉ Dinheiro

Entrevista - José Drummond, presidente da Whirlpool

Publicado em 30 setembro 2009

A indústria da linha branca foi impulsionada pela crise. Confira na entrevista com José Drummond presidente da Whirlpool (Brastemp/Consul/ Kitchen-Aid).

Líderes - Como foi a atuação da Whirlpool nesse período de crise?

José Drummond - Nunca deixamos de apostar no Brasil. Uma notícia ruim com atitude correta é só uma notícia difícil. Quando vimos o tipo de situação que enfrentaríamos, tomamos a iniciativa de assumir publicamente o compromisso de continuar produzindo e inovando. Mantivemos nossos planos, fomos ousados e inovamos ao trazer para o mercado novos produtos.

Líderes - O sr. considera a Whirlpool uma empresa inovadora?

JD - Acreditamos que não estamos aqui apenas para os próximos três meses, mas para os próximos 100 anos. Ser inovadora é uma das nossas principais estratégias. Por isso, nos dedicamos a conhecer muito bem nosso consumidor, suas necessidades e reunir o que há de melhor em nossos produtos. Por ano, investimos US$ 100 milhões em pesquisa e desenvolvimento, marketing e tecnologia para nossas marcas Brastemp, Consul e Kitchen-Aid.

Líderes - Como garantir esse alinhamento?

JD - Contamos com um time de alto potencial e investimos constantemente no desenvolvimento de nossa equipe. Isso inclui também a atração de novos talentos, que ganha reforço nas parcerias que fazemos com instituições de fomento à pesquisa e ao desenvolvimento, como Fapesp, Finep e universidades.