Notícia

O Estado do Paraná online

Enriquecida a literatura sobre o semi-árido

Publicado em 02 abril 2006

São Paulo
Agência FAPESP

O semi-árido é uma região esquecida em praticamente todos os sentidos. Mesmo do ponto de vista científico, não faz muito tempo que a biodiversidade da caatinga passou a ser reconhecida.
Nesta semana, durante a 8.ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP8), em Curitiba, duas importantes contribuições para o conhecimento da região chegam em forma de livro.
Towards greater knowledge of the Brazilian semi-árido, em inglês, apresenta um inventário do que se sabe da biodiversidade da região. Todas as pesquisas foram financiadas pelo Programa de Pesquisa em Biodiversidade (PPBio), do Ministério da Ciência e Tecnologia.
Feito especialmente para o público internacional, o livro traz artigos que mostram a experiência da pesquisa com herbários e a situação dos animais na região, além do uso de novas metodologias. A publicação se completa com um CD-ROM, com imagens e a versão do livro em português.
A segunda publicação, Checklist, é um levantamento da biodiversidade nordestina, o primeiro de uma região inteira, e possui mais de 8 mil espécies de plantas catalogadas.
A estimativa é que existam no Brasil cerca de 60 mil espécies, sendo que 14% desse total está representado no livro. O trabalho envolveu mais de 120 autores e teve a participação de institutos internacionais. Também em inglês, Checklist, assim como Towards greater knowledge of the Brazilian semi-árido, será distribuído para representantes da comunidade científica.

Plantas
Exatos cem anos após a publicação do último volume da Flora Brasiliensis, a monumental obra do médico e botânico alemão Carl Friedrich Philipp von Martius (1794-1868) torna-se mais acessível aos cientistas e ao público em geral por meio da internet.
O site Flora Brasiliensis on-line (http://florabrasiliensis.cria.org.br) foi lançado na última quarta-feira, na COP 8. O projeto foi financiado pela FAPESP, Natura Cosméticos e Vitae Apoio à Cultura, Educação e Promoção Social.
Pela internet, o visitante poderá conhecer o trabalho de von Martius, ainda hoje o mais completo e abrangente levantamento da flora nacional, referência indispensável a biólogos. Além de informações sobre mais de 22 mil espécies, o site apresenta reproduções em alta resolução de desenhos contidos na obra.
O lançamento da Flora Brasiliensis on-line será às 18h30 no Pavilhão de Exposições da ExpoTrade.