Notícia

Diário do Grande ABC online

Engenharia genética abre caminho para biocombustível da cana

Publicado em 19 outubro 2020

Pesquisadores do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) desenvolveram, por meio de técnicas de engenharia genética, um fungo capaz de produzir um coquetel de enzimas que degrada a biomassa. Por esse processo, as enzimas atuam de forma coordenada na quebra e conversão de carboidratos da palha e do bagaço da cana-de-açúcar em açúcares simples, que podem sofrer fermentação e, assim, se transformar em biocombustível. A descoberta abre caminho para [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.