Notícia

GVces - Centro de Estudos em Sustentabilidade

Energia e biocombustíveis em debate

Publicado em 05 outubro 2007

Agência FAPESP

Começa na próxima terça-feira (9/10), em Brasília, a Feira Internacional de Agroenergia, Biocombustíveis e Energias Renováveis — Enerbio.  A extensa programação, que vai até o dia 11, terá cobertura diária da Agência FAPESP.

A Enerbio é o conjunto de eventos que reúne as cadeias produtivas dos biocombustíveis e das energias: a Conferência Internacional de Biocombustíveis, a Conferência Internacional de Energia e a Conferência Internacional de Transportes.  A programação inclui ainda o Seminário de fomento a micro-produtores de etanol e biodiesel.

Os organizadores esperam, para a abertura do evento, a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do vice-presidente José Alencar e do governador da Califórnia (Estados Unidos), Arnold Schwarzenegger, além de 11 ministros de Estado e outras autoridades e especialistas dos setores de biocombustíveis e energias.

No primeiro dia da Conferência Internacional de Biocombustíveis, o chefe-geral da Embrapa Agroenergia, Frederico Ozanan Machado Durães, fala sobre o tema "Arranjos tecnológicos e produtivos em agroenergia: saltos de competitividade e produção de matérias-primas".  Especialistas discutem temas como "Cenários e perspectivas de matérias-primas para etanol" e "Perspectivas de matérias-primas usuais para biodiesel".

Na quarta-feira (10/10), os destaques são a mesa-redonda "Proálcool 30 anos: desafios e perspectivas" e a conferência "Inovação tecnológica em bioenergia", apresentada por João Furtado, coordenador-adjunto da área de Inovação da FAPESP.  "Investimentos: capital nacional e capital estrangeiro", "Alcoolquímica" e "A Nova fronteira agrícola e industrial" são outros temas em pauta.

No último dia, serão debatidos temas como "Biodiesel e bioquerosene, a revolução dos biocombustíveis".  "Biocombustíveis, o desafio continental" é o tema de Mário Seixas (subdiretor-geral adjunto do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura) e José Graziano da Silva (FAO para a América Latina e Caribe).

Na Conferência Internacional de Energia, especialistas debatem, no primeiro dia, o tema "Os gargalos, os desafios, os riscos: novo e inevitável apagão?".  "Crescimento econômico, PAC e infra-estrutura" é o tema da mesa-redonda presidida pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.

No segundo dia, o debate "Os cenários mundiais para a energia" terá participação dos ministros de Energia de Moçambique, Argentina, Chile, Paraguai, Venezuela e Bolívia, além do físico José Goldemberg.  O tema "Energia e o desenvolvimento sustentável" é debatido por nomes como Luiz Pinguelli Rosa (secretário executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas), o deputado federal Fernando Gabeira e o empresário Israel Klabin.

 "Energia nuclear: problema ou solução?", "As novas fontes limpas de energia", "A dependência do petróleo e do carvão" e "Os impactos políticos e econômicos" são os temas do último dia.

A Conferência Internacional do Transporte discutirá temas como "Biocombustíveis — etanol, biodiesel, bioquerosene e células combustível a hidrogênio", "Novos combustíveis, pesquisas, testes e resultados", "Transporte multimodal, PAC e insegurança jurídica" e "Novas tecnologias na visão das montadoras".