Notícia

Agência Gestão CT&I

Empresas serão capacitadas para acesso a capital em projetos de inovação

Publicado em 27 abril 2017

Entidades do Sistema S, em parceria com institutos de pesquisa do estado de São Paulo, pretendem atuar na orientação e consultoria de empresas na área de inovação. Durante a segunda reunião de trabalho do Núcleo Estadual de Inovação (NEI), realizada na capital paulista, as entidades concordaram em cooperar na capacitação de empresas para o acesso a capital com foco em projetos de inovação.

Estão à frente da iniciativa o Instituto Euvaldo Lodi de São Paulo (IEL-SP), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Nacional de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve-SP) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O superintendente de Negócios e Operações da Desenvolve-SP, Eduardo Tadeu Saggiorato, apresentou um panorama das solicitações de fomento recebidas pela agência em 2016. Conforme os dados, 505 solicitações não obtiveram sucesso, o que resultou em perda de oportunidade de investimentos na ordem de R$ 800 milhões.

De acordo com o gerente-executivo de Desenvolvimento de Negócios do IEL-SP, Eduardo Vaz, um grupo de trabalho será formado para levantar e avaliar os principais motivos do insucesso dos 505 pleitos. Segundo o gerente, o grupo desenvolverá um estudo que norteará projeto do IEL-SP voltado à oferta de serviços às empresas, para que tenham acesso aos recursos oferecidos pela Desenvolve-SP.

Eduardo Vaz acrescentou que o IEL-SP realizará nova reunião de trabalho, na qual a Secretaria de Inovação e Tecnologia de São Paulo apresentará os principais desafios da pasta relativos à agenda de inovação. “Oportunamente, iremos promover evento conjunto para apresentar aos representantes da indústria e à comunidade as potenciais oportunidades advindas desses desafios”, destacou.

O gerente do IEL-SP observou que o Núcleo Estadual de Inovação tem mobilizado importantes atores para a promoção de ações inovadoras voltadas ao estímulo à competitividade do país. “Apesar do pouco tempo de constituição do NEI-SP, temos conseguido mobilizar a comunidade industrial, agências de fomento e centros de conhecimento, para o fortalecimento do ecossistema de inovação do Estado de São Paulo”, afirmou Vaz.

(Agência ABIPTI, com informações da Agência CNI de Notícias)