Notícia

Direto da Ciência

Empresas investem R$ 59,6 milhões em pesquisa com a Unicamp em 2016

Publicado em 13 abril 2017

Agência FAPESP – Os investimentos de empresas em pesquisas em colaboração com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) somaram R$ 59,6 milhões em 2016, de acordo com o relatório de atividades da Agência de Inovação Inova Unicamp divulgado no início de abril. Esse valor representa mais que o dobro dos investimentos em pesquisa em parceria registrados em 2015, de R$ 26 milhões.

Cresceu também o número de empresas que procuram a Unicamp para licenciar tecnologias, isto é, para explorar comercialmente uma patente de cujos direitos a universidade é detentora. Em 2016 foram assinadas 23 licenças de propriedade intelectual, ante as 15 de 2015. Atualmente, 133 patentes da Unicamp – 12,7% do portfólio de 1.042 tecnologias – já estão no mercado.

Entre as empresas que firmaram parceria com a Unicamp em 2016 estão: Samsung, IBM, CPFL Energia, Petrobras, Brasil Kirin, Ericsson, Motorola, Ambev, thyssenkrupp, e Repsol Sinopec.

Além dos convênios de pesquisa e os contratos de transferência de tecnologia, a Unicamp dispõe ainda do Parque Científico e Tecnológico, onde as empresas podem abrigar seus centros de pesquisa mediante convênio com a universidade. Hoje, estão hospedadas no Parque as empresas: Samsung, IBM, Motorola, MC1, Lenovo e Eldorado.

Para abrir um campo ainda mais próspero para a inovação, o Parque Científico e Tecnológico da Unicamp revisou no ano passado a deliberação que estabelecia quais empresas e instituições estavam permitidas a entrar em suas dependências. Desde então, ficou autorizada a entrada também de startups, terceiro setor e organizações governamentais que tenham interesse em se aproximar da universidade.

“Queremos consolidar nosso ecossistema como um ambiente fértil para a inovação e o empreendedorismo”, afirma o diretor executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp, Milton Mori.