Notícia

Nexo Jornal

Empresários assinam carta contra retrocessos ambientais

Publicado em 23 junho 2021

Empresários, agentes de mercado, artistas e intelectuais enviaram nesta quarta-feira (23) uma carta ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), na qual pedem o veto de projetos de lei que afetam a área ambiental e os povos indígenas. A manifestação, revelada pelo jornal O Estado de S. Paulo, fala em prejuízos aos negócios e às relações internacionais do Brasil.

A carta veio a público pouco antes da demissão de Ricardo Salles do Ministério do Meio Ambiente ser publicada no Diário Oficial da União. Ela também antecedeu por horas a votação na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara de um projeto de lei que altera regras de demarcação de terras indígenas e abre caminho para a exploração comercial dessas áreas.

O texto, cuja carta critica por conta de possíveis retrocessos na questão indígena, foi aprovado pelos deputados da CCJ sob protestos. O projeto ainda precisa passar por outros trâmites até chegar ao plenário.

A carta de empresários também cita um projeto que prevê a construção de estradas no meio do Parque Nacional do Iguaçu, onde estão as cataratas, e um projeto conhecido como “PL da Grilagem", que pode de legitimar práticas de grilagem e incentivar ocupações ilegais.

Entre os signatários estão empresários como Guilherme Leal, presidente da Natura, Cândido Bracher, ex-presidente do banco Itaú, e intelectuais, como Celso Lafer, professor emérito da USP, [ex-]presidente da Fapesp e ex-ministro das Relações Exteriores. A atriz Christiane Torloni e o cineasta Fernando Meirelles também assinaram.

Entre outros tópicos, a manifestação chama a atenção para a atual crise hídrica, a destruição das florestas e as consequentes sanções econômicas que o país pode sofrer de parceiros comerciais, como os Estados Unidos e a Europa.