Notícia

Folha de S. Paulo

Empresa que usar pesquisa da Fapesp terá que pagar

Publicado em 05 janeiro 2003

Por Laszló Varga
Cobrar royalties das empresas que se beneficiam de projetos científicos financiados pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e também ganhar dinheiro licenciando patentes. Esses são os planos do físico José Fernando Perez, 58, diretor científico da entidade. Cansado de ver empresas se beneficiarem de projetos bancados pela fundação, Perez definiu que a meta é cobrar cerca de 5% da receita bruta das empresas originada da venda de produtos que receberam recursos da Fapesp. Na entrevista abaixo concedida [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.