Notícia

Infotec News

Empresa incubada tem produto certificado pela Anatel

Publicado em 29 setembro 2008

Certificação realizada pela Agência Nacional de Telecomunicações agrega valores ao Moovi, um sistema de som antifurto para veículos com tecnologia wireless

 

A Noxt, empresa da incubadora de negócios do Cecompi (Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista), que conta com apoio do Sebrae-SP, obteve o Certificado de Homologação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para seu primeiro produto, o Moovi – um sistema de som antifurto para veículos – que tem 100% de tecnologia nacional, proveniente de uma incubadora brasileira.

A certificação realizada pela agência agrega valor ao produto em termos de qualidade e segurança, de acordo com normas técnicas adotadas internacionalmente.  O processo levou cerca de três meses, período em que se fez o trâmite de documentação, testes e verificações realizados por organismo de certificação reconhecido pela Anatel, que em seguida expediu o ato de homologação.

Para o consumidor traz mais segurança adquirir um produto que tenha certificações garantindo padrões de qualidade e de segurança, além das funcionalidades técnicas regulamentadas.

Desde o início do desenvolvimento do projeto, os empresários tinham como meta a homologação. “O Moovi foi desenvolvido pensando nessa certificação, nas suas exigências e normas técnicas. Além de ser uma exigência legal no Brasil, sabemos o quanto a certificação ajudará na comercialização do produto e na abertura de caminhos para as exportações”, comenta Daniel Kunzler, sócio da Noxt.

Para chegar à certificação, o produto passou por uma bateria de 14 testes que verificaram a segurança de operação, as emissões eletro-magnéticas e a suscetibilidade para interferências. “Os testes são semelhantes aos de um celular e todos atestaram que o Moovi tem qualidade técnica”, conta Daniel.

A partir de agora o Moovi trará um selo da Anatel, que certifica sua excelência. “Acredito que somos uma das primeiras empresas incubadas a obter esse selo. Isso nos deixa orgulhosos e com ótimas perspectivas de negócios”, comenta.

Os empresários afirmam que esse resultado positivo teve início com uma bem-sucedida pesquisa financiada pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), por meio do Pipe (Pesquisa Inovativa na Pequena e Micro Empresa) um programa que apóia o desenvolvimento de pesquisas inovadoras, a serem executadas em pequenas empresas sediadas no Estado de São Paulo, ligadas a soluções aplicadas em ciência e tecnologia com potencial de retorno comercial ou social. “Essa verba foi nosso primeiro empurrão rumo à certificação”, relembra Daniel.

“Além do financiamento da pesquisa, toda a estrutura da incubadora de negócios e as capacitações oferecidas pelo Sebrae-SP na área de gestão e marketing foram muito importantes para o planejamento do negócio e para o desenvolvimento, fabricação e comercialização do produto”, afirmou Roberto Carvalho, sócio da empresa.

Como funciona o Moovi?

O Moovi foi criado e desenvolvido para facilitar o uso de qualquer tipo de aparelho de MP3 nos veículos, utilizando apenas um transmissor e uma central receptora/amplificadora. O transmissor é conectado a qualquer MP3 Player e a central pode ser instalada em qualquer parte do carro, sem necessidade de outro rádio ou aparelho de som automotivo e sem ficar aparente, o que evita furtos e roubos. Entre as vantagens, o Moovi, além de eliminar o uso de auto-rádio, tem uma ótima mobilidade devido ao seu tamanho reduzido e pela sua tecnologia wireless. Seu uso se estende a diversos tipos de equipamentos de áudio. Sua tecnologia wireless 2.4 GHz digital possui código único, o que impede a interferência entre dois ou mais Moovi que estiverem perto um do outro ou mesmo interferências com rádios ou outros equipamentos.