Notícia

São Carlos em Rede

Empresa de São Carlos é selecionada pela aceleradora Plug and Play e traz solução para embalagens de alimentação animal

Publicado em 19 novembro 2021

A empresa de tecnologia venceu a disputa com 200 empresas e agora parte para a fase de negociação de seu produto no mercado americano

A Nanox, empresa de materiais inteligentes, foi selecionada, entre 200 empresas do mundo todo, para participar da edição 2021 do programa de aceleração da Plug and Play no Vale do Silício, nos Estados Unidos.

Foi a única da América Latina a marcar presença entre os escolhidos para ser acelerada no segmento de saúde animal. Pelo programa da Plug and Play já passaram gigantes como Google, Dropbox, Rappi, entre outras.

A porta de entrada da Nanox no programa de aceleração foi uma solução antimicrobiana, à base de micropartículas de prata, voltada para aplicação em embalagens de alimentos para animais.

O produto tem como objetivo melhorar a qualidade do alimento, reduzir a contaminação por microrganismos (bactérias, fungos, etc) e, com isso, aumentar o tempo de exposição dos produtos na área de venda do varejo.

Gustavo Simões, CEO da Nanox, conta que a empresa passou por um criterioso processo de seleção que durou cerca de três meses e envolveu etapas de pitch, validação da empresa e a partir de agosto deste ano, passou por vários treinamentos e mentorias com as empresas que são os sponsors do programa, como a Cargill e a Hills Nutrition.

“Para nós é um grande orgulho sermos escolhidos para participar de um programa de aceleração da Plug and Play. A solução que apresentamos tem muito a contribuir com a indústria de alimentos para pets, além de um grande potencial de aceitação e crescimento no mercado americano”, enfatizou Simões.

Após as etapas de treinamento, mentoria, troca de informações com as empresas e apresentação técnica do produto, a próxima etapa do processo de aceleração será o início das conversas sob a ótica comercial com a Cargill.

“Estamos bastante otimistas para que tenhamos sucesso nessa fase de negociação”, ressaltou o CEO da Nanox. Essa não foi a primeira vez que a Nanox participa do programa de aceleração da Plug and Play.

Em 2019, a empresa foi escolhida na vertente de materiais especiais e embalagens ao apresentar uma solução de controle microbiológico para alimentos e bebidas em geral.

Avanço tecnológico

A empresa americana Plug and Play tem como principal objetivo catalisar o avanço tecnológico entre as empresas. Nos últimos anos, construiu uma enorme plataforma de inovação, reunindo startups, investidores e gigantes de vários setores. Está presente em mais de 35 países, incluindo Estados Unidos, China e Brasil.

Especialista em investimentos em startups, cria redes transformadoras. Desde o início de suas atividades, sua comunidade de startups arrecadou mais de US$ 6 bilhões em financiamento de risco.

Alguns dos setores de interesse da aceleradora são fintechs, insurtechs (startups de seguros), Internet das Coisas (IoT), marca e varejo, mobilidade, novos materiais e embalagens, sustentabilidade, alimentos e bebidas, viagem e hospitalidade, saúde e bem-estar, e cadeia de suprimentos e logística.

Sobre a Nanox

A Nanox Tecnologia é uma das principais empresas do mundo em produzir e comercializar antimicrobianos a partir de nanotecnologia. Está sediada em São Carlos/SP, onde conta com outra unidade focada em tecnologia para área médico-hospitalar. Em quase duas décadas evoluiu de Spin-off do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais da UFSCar (SP) para uma S/A. Fundadores, Gustavo Simões é o atual CEO e Daniel Minozzi, o CMO.

A empresa foi criada em 2004 a partir da ideia de encontrar uma tecnologia que reduzisse a carga antimicrobiana em materiais. Na época, os fundadores da empresa contaram com investimento inicial da Fapesp e começaram a trabalhar na incubadora Parqtec. Dois anos depois, com o investimento da Finep, órgão de incentivo à inovação do Governo Federal do Brasil e de mais um fundo, a empresa finalmente conseguiu desenvolver o seu produto final, que começou a ser utilizado primeiramente na área médica, mas se expandiu para outros setores, como a indústria de plástico e de bens de consumo.

Com cada vez mais apoio de acionistas e outros fundos, a Nanox cresceu. Em 2007, recebeu o Prêmio Finep de Inovação Tecnológica, um reconhecimento nacional em inovação. Atualmente, a empresa exporta para diversos países na Europa, na Ásia, além dos Estados Unidos e nações na América do Sul, como o Uruguai.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Blog do Patricio Nunes Juventude Barra Mansa/RJ