Notícia

Folha da Região (Araçatuba, SP)

Empresa de biotecnologia surgiu a partir de incubadora

Publicado em 13 novembro 2011

Por Eduardo Fonseca

Araçatuba

A Deoxi Biotecnologia, fundada em outubro de 2008 por meio do projeto Incubadora de Empresas do Sebrae, foi resultado do empreendedorismo de dois alunos de pós-graduação, Rodrigo Alonso e Francine Campagnari, formados na Unesp de Araçatuba, sob orientação do professor doutor José Fernando Garcia.

Alonso é doutor em reprodução animal e especialista em diagnóstico genético pré-implantacional e seleção assistida por marcadores moleculares, enquanto que Francine é bióloga, farmacêutica e mestre e especialista em genética molecular, pesquisa clínica e assuntos regulatórios.

Desde o início, a empresa atua fortemente na área de pesquisa e desenvolvimento, já tendo recebido outros incentivos do governo. No ano passado, a Finep financiou projeto no valor de R$ 120 mil no programa Prime (Primeira Empresa Inovadora) para o desenvolvimento de projeto na área de análises genéticas de embriões bovinos, enquanto a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) financiou aproximadamente R$ 100 mil para o desenvolvimento de teste de DNA para selecionar touros Nelore com alta fertilidade. A empresa atua ainda em parceria com grandes centros de pesquisas, como prestadora de serviços laboratoriais na área de análises genéticas e com empresas do setor do agronegócio.

A Deoxi Biotecnologia atua ainda na área de análises genéticas de última geração. A empresa foi pioneira no Brasil em utilizar essas tecnologias em trabalhos voltados para o melhoramento genético animal. Recentemente, foi instalado na empresa equipamento que possibilita a análise de centenas de milhares de marcadores de uma única amostra de DNA na área animal, vegetal e humana.