Notícia

AssisCity

"Empreendedorismo cresce, mas precisa de capacitação", aponta especialista da USP

Publicado em 10 outubro 2016

A vocação empreendedora está em pleno crescimento no mundo. Cada vez mais, as pessoas buscam abrir seu próprio negócio conforme aponta pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), de 2015. Segundo o levantamento, a taxa de empreendedorismo chegou a 39,3%, maior índice dos últimos 14 anos e quase o dobro do registrado em 2002 (20,9%). 

Para Vanderlei Bagnato, professor doutor e coordenador da Agência USP de Inovação (Auspin), os números revelam que o país precisa melhorar o ambiente empreendedor. "Precisamos diminuir os entraves burocráticos mas, principalmente, devemos oferecer capacitação para as pessoas que buscam empreender", analisa. 

"Ainda hoje, apenas 10% da população adulta apta a empreender procuram capacitação", aponta Bagnato. Segundo ele, a sobrevivência dos empreendimentos depende muito de como o empresário conseguirá buscar inovações para seus serviços e produtos. "Por isso, a Auspin vai realizar o BIN@SP, para atrair empreendedores e buscar discutir soluções e possibilidades para essas pessoas", pontua o coordenador. 

A sétima edição do BIN@SP será realizada nos dias 7, 8 e 9 de novembro, no Centro de Difusão Internacional da USP. O evento reunirá empresários, pesquisadores, estudantes, empreendedores e profissionais ligados à inovação. 

O encontro terá uma "Hackathon" com desafios e demandas tecnológicas na área da saúde do idoso. A proposta é criar possíveis soluções em novos produtos ou desenvolvimento de softwares, em um curto período de tempo com o grande objetivo de, consequentemente, colaborar com a melhora em prestação de serviços para a terceira idade. 

"Representantes da indústria, academia, investimento, incubação, desenvolvimento de negócios e agência de desenvolvimento econômico estarão presentes no evento", destaca Bagnato. Representantes de 70 países já estão confirmados para o encontro, que acontece pela primeira vez na capital paulista. 

O coordenador da AUSPIN lembra ainda que o encontro é uma oportunidade de colaboração e cooperação entre os participantes. "Esperamos apoiar as parcerias que podem oferecer valor e impacto", afirma. 

O BIN@SP contará ainda com a Feira de Negócios, onde haverá exposição de empresas com seus produtos e serviços inovadores, exposição de projetos PIPE/FAPESP, exposição tecnológica dos Campi USP, exposição de pôsteres das empresas incubadas CIETEC, visitas técnicas guiadas ao Campus Natura e Embraer, além das rodadas de negócios nas áreas Energias Renováveis, TIC e Saúde. "A realização do encontro no Brasil é mais uma forma de unir esforços e criar um ambiente acolhedor para as inovações no país junto com grandes parceiros internacionais", completa. 

Paralelamente ao evento, o ELAN (European and Latin American Business Services and Innovation Network) reunirá personalidades da América Latina e União Europeia para promover uma rodada de negócios. O grupo conta com representantes de empresas, universidades e empreendedores dos dois continentes.

Sobre a Agência USP de Inovação

Criada em 2005, a Agência USP é o núcleo de Inovação Tecnológica da USP, responsável por gerir a política de inovação e promover a utilização do conhecimento científico, tecnológico e cultural produzido na Universidade em prol do desenvolvimento socioeconômico sustentável do Estado de São Paulo e do País.

O núcleo conta com programas e atividades de estímulo à inovação e ao empreendedorismo. Entre elas, destaque para a Bolsa Empreendedorismo, que é parte do Programa de Bolsas de Intercâmbio Internacional para alunos de graduação da USP; o oferecimento da disciplina de graduação "Inovação e Empreendedorismo", em parceria com o Instituto de Física de São Carlos (IFSC); Pixel, programa que busca auxiliar potenciais empreendedores a desenvolverem suas ideias até o estágio de prototipagem por meio de suporte sistêmico de atividades; e a interação com a RedEmpredia, rede de universidade que promove a inovação e o empreendedorismo.

Assessoria da USP