Notícia

ZooNews

Embrapa pede patente de carne macia

Publicado em 02 abril 2012

 


A unidade Pecuária Sudeste da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) fez pedido de patente internacional, no Canadá e Estados Unidos, para uma tecnologia que identifica, precocemente, animais com potencial para carne macia. O trabalho é direcionado para a raça bovina nelore, que tem como a maciez da carne um dos seus maiores desafios, segundo a Embrapa.

A identificação é feita por marcadores moleculares, espécie de trechos do DNA responsáveis por determinadas características. A tecnologia foi desenvolvida em parceria com a Universidade Federal de São Carlos (Ufscar) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e faz parte dos trabalhos da rede de pesquisa Bifequali.

O depósito de patente foi feito no Brasil em setembro de 2010 junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Após o depósito, a tecnologia passa por exames para que a patente seja aprovada ou não. Enquanto isso, já pode ser comercializada. Negociações estão em curso com empresas para licenciamento do método e kit de marcadores moleculares.