Notícia

Mais Interior

Embrapa faz 1º pedido de patente internacional no Canadá e nos EUA

Publicado em 28 março 2012

SÃO CARLOS - Tecnologia descobre animais com potencial para produzir carne macia. Projeto é resultado de parceira com a UFSCar e a Fapesp.

A Embrapa Pecuária Sudeste, em São Carlos, fez nesta terça-feira (27) o primeiro pedido de patente internacional no Canadá e nos Estados Unidos de uma tecnologia que descobre precocemente os animais com maior potencial para produzir carne de melhor qualidade.

De acordo com os pesquisadores, a identificação é feita por meio de marcadores moleculares, que localizam sequências do DNA responsáveis por características que dão maciez à carne.

A tecnologia foi desenvolvida em parceria com a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

O método tem um grande potencial de mercado e é direcionado principalmente para o gado nelore, principal raça usada para cruzamentos de bois por pecuaristas brasileiros.

O depósito de patente dessa técnica já foi feito em 2010 no Brasil, onde se estima que o mercado seja de R$ 40 milhões de dólares por ano.

O pedido de patente é necessário para proteger a tecnologia e garantir o direito sobre sua comercialização.

A Embrapa Pecuária Sudeste possui seis patentes depositadas, sendo que uma delas já foi deferida.

G1/Globo.com