Notícia

Correio Popular

Embraer anuncia nova fábrica amanhã

Publicado em 27 junho 2000

RIBEIRÃO PRETO - O governo do Estado de São Paulo anuncia oficialmente amanhã a instalação de uma fábrica de aviões da Embraer em Gavião Peixoto, na região de Ribeirão Preto. A solenidade acontece no Palácio dos Bandeirantes. O governo vai doar uma área de 600 alqueires para a construção da fábrica e de uma pista de testes, que terá cerca de 5 km. Apesar de a data do anúncio e a instalação da fábrica estarem confirmados pelo governo paulista, a Embraer prefere não se manifestar sobre o assunto. Ontem, a empresa informou que continua negociando com diversos Estados, entre eles São Paulo, e nada está definido. O valor do investimento na fábrica e a data de início das operações ainda não foram confirmados. Mas, segundo o governo, a pista deve estar em operação até outubro do ano que vem. O assessor especial da Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia, Rubens Gurgel, esteve ontem em Araraquara para conversar com a indústria de suco de laranja Cutrale, uma das proprietárias da área que será doada. A empresa, que havia se manifestado contrariamente à desapropriação, não se opôs, facilitando as negociações entre o governo do Estado e a empresa de aviões. Nenhum diretor da empresa foi encontrado para comentar o assunto ontem. Desde a semana passada, a empresa não retorna os contatos. A assessoria de imprensa da secretaria informou que a Embrer se interessou pelo local porque tem um espaço aéreo propício para os testes dos aviões, é uma área plana, tem acesso fácil a rodovias e é servido por fibra ótica. Serão criados 3.000 empregos diretos pela Embraer e outros 1.500 por fornecedores que se instalarão na região e terão os mesmos benefícios da Embraer. Segundo a Secretaria, 14 empresas que fornecem para a Embraer devem se instalar na região. PESQUISA O governo do Estado via Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), vai investir cerca de US$ 10 milhões por ano, durante seis anos, no financiamento dos projetos de pesquisa da empresa. No total, a Embraer deve investir US$ 120 milhões somente na pesquisa de projetos. A nova fábrica deve produzir aviões militares e parte da família do ERJ-170 e ERJ-190. Também não está descartada a produção dos ERJ-135 e ERJ-145. Segundo a assessora da secretaria, Mônica Chacon, será criado o curso de engenharia aeronáutica no campus de São Carlos da USP (Universidade de São Carlos) para formar mão-de-obra especializada para a empresa. Mônica disse que a Embraer terá isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto Sobre Serviços) no âmbito municipal. O prefeito de Gavião Peixoto, Alexandre Marucci Bastos (PV), não foi encontrado para falar sobre o assunto.