Notícia

Agência USP de Notícias

Embaixadores ambientais

Publicado em 11 outubro 2011

Visando elaborar soluções para os resíduos da arborização urbana, que podem ocupar até 4,4% do volume dos aterros sanitários, a graduanda Mariana Cerca, do curso de Gestão Ambiental, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, elaborou um estudo de iniciação científica que foi vencedor do Programa Bayer Jovens Embaixadores Ambientais.

A pesquisa caracterizou e quantificou resíduos da arborização urbana em pequenos municípios, seus atuais modelos de gestão e soluções para o manejo adequado dos materiais e elaborou um plano de gerenciamento dos dejetos adequado às cidades analisadas. O projeto “Gestão de Resíduos da Arborização Urbana em Pequenos Municípios do Estado de São Paulo” teve apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e orientação da professora Adriana Nolasco, da Esalq.

Ao todo, quatro brasileiros foram premiados pelo programa, uma parceria entre a Bayer e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) com apoio do Ministério do Meio Ambiente, Agência USP de Inovação e Universia. Eles visitarão as instalações ambientais da empresa, o Ministério do Meio Ambiente alemão, universidades e museus científicos em Berlim e Leverkusen (Alemanha).