Notícia

Folha.com

Em SP, pela primeira vez, bebê é gerado em útero de doadora cadáver

Publicado em 19 dezembro 2017

O primeiro bebê do mundo gestacionado em um útero transplantado de uma doadora morta nasceu na última sexta-feira (15) no Hospital das Clínicas (HC) da faculdade de medicina da USP. A mulher que recebeu o útero nasceu sem o órgão por conta de uma doença, a síndrome de Rokitansky. O transplante do órgão –pertencente a uma mulher que teve morte cerebral– ocorreu em setembro de 2016, no próprio HC, em uma cirurgia que durou cerca de dez horas. A partir disso, iniciou-se a tentativa de engravidar, o que funcionou já na [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.